A Secretária Executiva é responsável por assessorar diretores e presidentes executivos.

A profissão de Secretária Executiva é promissora na era da informação, já que os gestores executivos a cada dia mais sobrecarregados com tantas demandas necessitam de assessores. Nesse contexto, aparece a figura da Secretária Executiva, essenciais nas organizações atuais.

O que faz a Secretária Executiva?

Ela desempenha desde funções simples como atender telefonemas até participar de reuniões executivas e a criação de projetos estratégicos da empresa que atua.

A Secretária Executiva é responsável por assessorar diretores e presidentes executivos. As tarefas são organizar documentos, arquivos, marcas compromissos profissionais e viagens e administrar a agenda dos gestores.

E, por fim, filtrar e resolver os problemas e demandas menos complexas para evitar desgaste do chefe, encaminhado apenas àquilo que só cabe a ele solucionar. Para isso, a experiência e o convívio com gestor, em longo prazo, facilitarão muitas tarefas e darão mais autonomia as secretárias executivas.

Mercado de trabalho:

A média salarial no Brasil é de R$ 2.977,70 para profissional da área. As maiores médias salariais são em São Paulo, Distrito Federal e Santa Catarina, respectivamente R$ 3.126,00, R$ 3.025,00 e R$ 2.906,00. O inicial, em média, é R$ 1.500,00 e o no auge da carreira, as profissionais dessa área chegam a ganhar, em média, 11 mil reais.

Os ramos mais lucrativos para atuar na área são petroquímico/petróleo (R$ 3.990,00), prestação de serviço (R$ 3.081,00) e equipamentos industriais (R$ 3.013,00).

Formação necessária:

Para atuar como Secretária Executiva é necessário curso superior em Secretariado Executivo. A duração do curso é 4 anos. Segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) juntamente com o Ministério da Educação (MEC), existem 97 faculdades que ofertam este curso no país, com cerca de 7800 vagas por ano. O número de candidatos é de 11 mil, o que gera uma concorrência de 1,42 candidatos por vaga. Essas informações são de 2010.

Os melhores cursos do Brasil, de acordo com Inep/MEC, são da Universidade Federal de Viçosa (MG), Universidade Estadual de Maringá (PR) e Centro Universitário Fecap (SP). Acesse o site do MEC e confira as universidades mais bem conceituadas do país em: http://emec.mec.gov.br.

Requisitos mínimos:

– Diploma em Secretariado Executivo;

– Domínio de uma língua estrangeira, preferencialmente, Inglês;

– Fluente em terceiro idioma ideal;

– Domínio da Língua Portuguesa;

– Conhecimento em informática.

Mais informações sobre a profissão de Secretária Executiva acesse o Guia de Profissões do Blog do Enem: https://blogdoenem.com.br/secretariado-executivo-curso-mercado.

Por Daniella Dutra

Outras Profissões:

Contador

Farmacêutico

Engenheiro de Produção

Analista de TI

Gerente de RH

Advogado

Arquiteto

Biomédico

Acupunturista

Almoxarife

Analista Comercial

Agente de Viagens

Aspirante da Aeronáutica

Assessor de Imprensa

Assistente Social

Aspirante a Oficial do Exército

Auxiliar ou Assistente Administrativo

Agrônomo

Auditor

Bibliotecário

Biólogo

Blogueiro

Bombeiro

Barista

Ator

Chefe de Cozinha

Comunicador Social

Corretor de Imóveis

Corretor de Seguros

Cumim

Cuidador de Idosos

Decorador

Designer

DJ

Economista

Editor de Imagens

Biotecnólogo

Editor de Texto

Educador Social

Enfermeiro

Escriturário

Guia de Turismo

Jornalista

Leiturista

Massoterapeuta

Músico

Office-Boy

Operador de Telemarketing

Paisagista

Pedagogo

Podólogo

Programador

Orçamentista

Projetista

Protético

Publicitário





CONTINUE NAVEGANDO: