O Office-Boy realiza todo o serviço externo ou de logística da empresa. Confira as características da profissão.

Quase todas as pessoas têm algum conhecido na família ou alguém mais próximo que já trabalhou de office-boy. Essa profissão, por mais antiga que seja, é indispensável em um ambiente de prestação de serviços de qualquer natureza e por incrível que pareça, ainda está bastante em alta no mercado.

O office-boy é o profissional responsável por várias funções como entrega de documentos em diversas localidades fora da empresa ou do escritório, pagamento de contas na rede bancária, visita a clientes, entre outras. Todo o serviço externo ou de logística da empresa é função do office-boy que, apesar da palavra ser masculina, existem muitas mulheres que trabalham dessa forma, seja por opção ou por necessidade.

O mercado de trabalho para esse profissional é bastante variado, podendo ser em escritórios e empresas dos mais variados segmentos ou até mesmo lojas e comércios em geral. O office-boy precisa ter muita agilidade para resolver tudo dentro do horário e muita paciência com as enormes filas nos bancos e o caos no trânsito das grandes cidades.

A média salarial desse profissional é baixa, se comparada a outras profissões e o salário do office-boy gira em torno de R$ 945,00, podendo chegar em alguns casos a R$ 1.100,00, dependendo do porte da empresa e da experiência anterior. Muitas pessoas estão fazendo da profissão uma opção de primeiro emprego, já que muitas empresas não exigem experiência anterior e por ter um mercado de trabalho bem amplo.

A formação acadêmica para o cargo de office-boy é o ensino médio completo, muito embora algumas empresas exijam apenas o ensino fundamental. O Office-boy deve ter em mente que, dependendo da empresa em que se trabalha e do volume de serviço, a rotina diária pode ser extremamente estressante, pois a carga horária é de 44 horas semanais, na maioria dos casos.

Apesar da profissão ser desvalorizada, o cargo de office-boy ainda é bastante disputado, principalmente entre jovens entre 16 e 20 anos que nunca trabalharam, pois pode servir de trampolim para um cargo futuro ou uma promoção no trabalho, dependendo do seu comprometimento com o serviço.

Por Rodrigo Souza de Jesus

Outras Profissões:

Contador

Farmacêutico

Engenheiro de Produção

Analista de TI

Gerente de RH

Advogado

Arquiteto

Biomédico

Acupunturista

Almoxarife

Analista Comercial

Agente de Viagens

Aspirante da Aeronáutica

Assessor de Imprensa

Assistente Social

Aspirante a Oficial do Exército

Auxiliar ou Assistente Administrativo

Agrônomo

Auditor

Bibliotecário

Biólogo

Blogueiro

Bombeiro

Barista

Ator

Chefe de Cozinha

Comunicador Social

Corretor de Imóveis

Corretor de Seguros

Cumim

Cuidador de Idosos

Decorador

Designer

DJ

Economista

Editor de Imagens

Biotecnólogo

Editor de Texto

Educador Social

Enfermeiro

Escriturário

Guia de Turismo

Jornalista

Leiturista

Massoterapeuta

Músico





CONTINUE NAVEGANDO: