Confira 15 dicas do que um candidato não deve fazer em uma entrevista de emprego.

Ao longo de uma entrevista para uma vaga em qualquer emprego, em geral, muita gente se comporta de modo nada conveniente, causando certo constrangimento tanto para o recrutador como para o recrutado, o que resulta em reprovação. Esse texto aborda uma série de 15 dicas imprescindíveis no sentido de auxiliar as pessoas que estão em busca de emprego.

A – Antes prestar atenção às condições apresentadas, sem expressar imediato desinteresse pela oportunidade de emprego, caso não haja interesse na vaga, e comunicar ao entrevistador para que ninguém perca tempo.

B – Quando se é recrutado para uma entrevista de emprego, é de grande auxílio saber reunir um pequeno conjunto de informações essenciais sobre a instituição em questão, para que, deste modo, possa expressar maior interesse pela vaga e pelo ramo em que a companhia atua.

C – Toda companhia, toda instituição, fundamenta-se em alguns princípios e em determinada cultura. Portanto, é necessário prestar atenção à estética da empresa que está recrutando candidatos. É necessário, para uma entrevista bem sucedida, estar vestido em conformidade com a cultura organizacional desta ou daquela empresa, constituindo essa providência um grande diferencial na hora da contratação.

D – Uma das perguntas mais frequentes em entrevistas é a seguinte: por que você saiu ou deseja sair do atual emprego? É muito importante ser sincero, ou seja, declarar as circunstâncias verdadeiras sobre o emprego anterior ou presente e o que, nessas mesmas circunstâncias, motiva o desejo de se buscar outro emprego.

E – Estar atento ao seu estado de espírito, exercitar-se emocionalmente de modo a evitar ansiedades antecipatórias, no sentido de não se atrapalhar durante a entrevista, o que pode incomodar o recrutador.

F – Evitar impor-se na fala, no discurso. Quem rege a entrevista e determina o rumo do diálogo é o recrutador e não o recrutado. Falar demais, além de cansar, também faz correr o risco de contradizer-se.

G – Buscar sempre ser agradável e cordial em qualquer entrevista de emprego, sem agir com aquela artificialidade que produz sorrisos abertos demais e sem semblante fechado. Equilíbrio e objetividade.

H – Como na dica anterior, ser objetivo e honesto. Direcionar o olhar diretamente para o entrevistador, saber encará-lo com respeito, honestidade e objetividade. Tornar-se tímido ou desviar o olhar diante de certas perguntas, pode ser um sinal de ignorância ou desinteresse na mente do recrutador.

I – Nada de mentiras. Arrogar experiências e qualificações que não se possui pode até garantir um sucesso provisório na entrevista, porém, essa representação não vai longe. O entrevistador pode fazer um verdadeiro pente fino sobre o histórico do candidato e descobrir a verdade.

J – Evitar demonstrar insegurança. Uma coisa é ser honesto, outra é se deixar desclassificar por sentir-se inseguro em determinados momentos. Todas as pessoas possuem pontos fracos, até o recrutador. Portanto, diante de perguntas que tocam esses pontos mais delicados, é importante demonstrar que eles em nada interferem na capacidade de trabalhar.

K – Exercitar muito bem a fala, a articulação das palavras, ou seja, conquistar boa fluência verbal, no sentido de garantir um bom relacionamento interpessoal. Um candidato que não sabe se comunicar ou expressar de modo mais culto, formal e inteligente, sempre é desclassificado.

L – Ser claro, objetivo e demonstrar que sabe o que quer alcançar. Portanto, dar respostas mais curtas e lógicas. Ser determinado, firme, sem ser mal educado. Muito discurso e muitos rodeios só cansam e desclassificam.

M – Jamais emitir respostas evasivas ao que está sendo perguntado, pois isso compromete muito o desempenho do candidato na entrevista, sinalizando insegurança, desonestidade ou falta de conhecimento no assunto. Os recrutadores, em geral, são muito experientes e percebem esse tipo de atitude facilmente.

N – Evitar qualquer outra atividade na entrevista, tal como atender uma ligação no celular. Em casos muito atípicos, o candidato deve comunicar o recrutador antes de se iniciar o processo de entrevista. Portanto, deixar claro que talvez seja necessário interromper a entrevista devido a uma situação mais grave, do contrário, desligue o aparelho.

O – Nada de atrasos. Apresentar-se atrasado para uma entrevista de emprego, basicamente, compromete quase tudo. Descompromissos não são tolerados. Em caso de contra tempos será necessário ligar para a empresa, prevenindo-os sobre tal ou qual problema. Assim, se criará uma boa imagem e a entrevista poderá se dar mais tarde ou remarcada.

Por Paulo Henrique dos Santos


Após a conturbada Segunda Guerra Mundial, percebeu-se uma grande necessidade de se criar uma organização para facilitar a comunicação e o diálogo entre as nações, assim em outubro de 1945, em São Francisco, nos Estados Unidos, surge a ONU- Organização das Nações Unidas, que passou a substituir a antiga Liga das Nações.

Com a missão de promover a segurança e a paz mundial, a ONU ainda realiza ações que fortalecem o desenvolvimento econômico, o respeito aos direitos humanos e promoção do progresso social.

Os principais objetivos da ONU são:

Manter a paz e a segurança entre as nações;
Assegurar a defesa e o cumprimento dos Direitos Humanos;
Promover o desenvolvimento econômico e o progresso social;
Fortalecer o diálogo entre as nações;

Um das principais iniciativas já tomadas pela ONU foi a Declaração Universal de Direitos Humanos. Em 1948 a organização levantava a mais forte declaração em prol dos direitos humanos, buscando a igualdade e inclusão do homem para com suas necessidades pessoais e sociais.

E ainda, todos os anos, a ONU expõe temas que podem promover melhorias e suprir as necessidades da humanidade, que geralmente ocorre nas comemorações de aniversário da ONU, no dia 24 de Outubro. No ano de 2000 a ONU realizou a Cúpula do Milênio, que foi um momento de grande importância para se acordar metas e ações que estão sendo realizadas para realizar os objetivos da organização e principalmente para proporcionar uma vida melhor para as pessoas em situações financeiras mais vulneráveis.

No Brasil, a sede da ONU foi instalada no ano de 1947, desde então tem realizado inúmeros planos em parceria com o governo federal, realizando um planejamento com os municípios e estados, permitindo o desenvolvimento humano e social da população.

Atualmente a ONU possui:

192 países membros, incluindo quase todos os países soberanos.
Programas de Alimentação Mundial e promoção dos Direitos das Crianças, pela UNICEF.
Financiamento pelos seus países membros, para manter a organização.
Seis idiomas oficiais: Inglês, Espanhol, Francês, Mandarim, Árabe e Russo.
Fique por dentro de vários outros temas importantes.


Confira aqui algumas dicas para os interessados em trabalhar no Japão.

Você já pensou em trabalhar no Japão? Com a crise econômica do Brasil, muitas pessoas estão procurando oportunidades em outros países. No exterior, por exemplo, há várias ofertas de trabalho e a demanda cresce a cada mês. Um dos destinos mais procurados é o Japão e muitas agências atuam selecionando candidatos para irem trabalhar do outro lado do mundo. Teria coragem? Se você está considerando a oportunidade, então não pode perder as próximas dicas.

Tenha disposição para trabalhar em outro país e com uma cultura muito diferente. Mostre interesse em aprender, se aperfeiçoar e adquirir conhecimentos para ser o melhor na área que decidiu trabalhar no Japão. Foque em ser um profissional de alto escalão e reconhecido.

Antes de embarcar nesta aventura, faça da internet a sua aliada: conheça outros brasileiros que estão vivendo e trabalhando no Japão. Aproveite para tirar todas as suas dúvidas, conhecer histórias de outras pessoas e fazer amizades. Estabeleça contatos!

Você pode conhecer a cultura de outro país por meio de um intercâmbio, sabia? Antes de ir a trabalho, que tal fazer um intercâmbio ou uma viagem para lá de 30 ou 60 dias a passeio? Isso pode fazer a diferença, antes de você tomar qualquer decisão definitiva.

Fique sempre por dentro dos anúncios de vagas online para encaminhar o seu currículo de forma rápida, pois muitas oportunidades podem desaparecer. Esteja sempre conectado, para tentar encontrar a oportunidade ideal.

Lembre-se de que é essencial aprender japonês. Por isso, comece a investir e a treinar o idioma e também a anotar e a guardar os nomes de empresas que ofereçam vagas no País. Antes de enviar o seu currículo, faça uma boa revisão.

Conseguiu ingressar em um processo seletivo? Mostre para o recrutador o seu comprometimento e força de vontade, para conseguir a vaga. Seja proativo e corra atrás do que deseja. Além disso, faça uma pesquisa para conhecer os perfis de trabalhadores japoneses, o que a empresa espera e busque ter estas qualidades, para fazer diferença.

Desta forma, foque no seu objetivo e se você tem vontade de trabalhar em outro local, por que não se arriscar? Gostou das dicas? Deixe a sua opinião e sucesso!

Por Babi


Quer voltar ao mercado de trabalho e não sabe como? Confira o que deve fazer para encontrar uma boa recolocação: são 10 dicas incríveis.

Perder o emprego pode gerar uma tremenda insegurança, principalmente com o mercado oscilando a todo momento, mas vendo por outro ângulo, pode ser uma chance de conseguir algo melhor.

No primeiro instante pode soar estranho, contudo, para conseguir uma boa recolocação no mercado de trabalho, fica mais fácil se o objetivo for claro seguindo o planejamento certo e com muito foco.

Abaixo veja dez dicas para conseguir um novo emprego sem passar por tantos transtornos:

1 – Ordem nas finanças

Qualquer pessoa que se vê desempregada fica insegura, tanto emocional como financeiramente. Mas, Calma! Comece dando uma equilibrada nas contas deixando o mínimo possível para depois. Lembre-se que pode ficar algum tempo sem trabalhar, mas nem por isso deve entrar em pânico.

2 –Quais são seus objetivos de carreira?

Faça um balanço de toda sua caminhada profissional, organize uma lista de tudo que conquistou e aprendeu nesse tempo e defina as conquistas que obteve e seus aprendizados, durante esse tempo. Lembre-se da experiência que ganhou, isso vai deixa-lo com o ego mais massageado. Agora é hora de avaliar o quê, de fato, pretende na carreira profissional. Avalie bastante, pese prós e contras e não faça nada de cabeça quente.

3 – Currículo atualizado

Um bom currículo é uma excelente porta de entrada, principalmente se for caprichado, ressaltando todas as suas experiências profissionais, seus níveis de escolaridade. Não esqueça de espalhar nas redes sociais tipo Linkedin, caso tenha. Sempre aparecem ótimas vagas profissionais. E se deseja uma vaga específica, destaque suas qualidades no assunto.

4 – Frequente cursos e palestras

Esteja sempre em desenvolvimento e aproveite seu tempo para aprender mais, sobretudo no área que lhe interessa. Habitue-se a frequentar cursos e palestras, esteja sempre atento a tudo que for passado e extraia o melhor possível. Mostre que estar desempregado não é necessariamente ficar parado. Atualize sempre seu perfil profissional.

5 – Você é o protagonista

Nunca se faça de coitado, muito menos culpe o mundo pelas suas desventuras. Tome as rédeas do seu destino e mude sua vida profissional. Seja o dono da situação, ninguém melhor do que você para saber o que é melhor e uma atitude positiva e autoconfiança, podem decidir sua entrada em um novo emprego.

6 – Não aceite clichês nem frases prontas

“Meu problema sempre foi trabalhar demais” ou “Visto a camisa”, essas frases não vão te ajudar, evite-as em entrevista de emprego, muito menos no currículo. Todo patrão conhece de cor e salteado. Expresse experiências que o destaquem no mercado de trabalho, mas sem parecer pretencioso.

7 – Conte a verdade sobre sua demissão

Seja honesto e não invente nenhuma história mirabolante na tentativa de impressionar seu possível empregador. Não precisa dar detalhes, responda o que for perguntado. Caso o motivo da demissão tenha sido deficiência sua, explique com cuidado, sempre ressaltando que fará o melhor para não errar de novo.

8 – Faça networking

Cuidado com sua rede de relacionamento, não a despreze, pois quem não é visto não é lembrado. Portanto, cultive sua rede de contatos, ligue para conhecidos e diga que está à procura de uma nova colocação. Seja breve e claro quanto aos seu objetivos profissionais.

9 – Aposte em empregos temporários

Não deixe passar nenhuma possibilidade, se aparecer uma vaga temporária segure-a, ela pode se tornar a sua entrada na empresa e ocupar um cargo mais almejado. Caso não fique, servirá como experiência.

10 – Empresas de recolocação ou (outplacement) ou head-hunters

É possível que ao ser demitido a empresa lhe dê uma consultoria para recolocação profissional, dependendo do cargo que ocupava, mas também pode ser contratado individualmente para ajuda-lo a identificar seu perfil profissional na hora da contratação.

Por Ruth Galvão


Confira aqui algumas dicas para procurar emprego de forma mais eficaz.

Não está fácil para ninguém arranjar emprego. Já estamos cansados de saber. Aliás, nunca foi fácil arrumar emprego, mas com a crise se intensificando e sem previsão de melhora, o cenário para arranjar boas vagas está cada vez mais complexo e as empresas mais rigorosas para contratação. Por isso, vamos aqui dar algumas dicas que podem te ajudar sobre como aumentar as chances de entrar para o mercado de trabalho, ou voltar para ele.

O primeiro de tudo é você ter foco, definir seu alvo sobre o que você realmente está procurando para sua carreira e quais seus objetivos a curto, médio e longo prazo. Se você estiver buscando por um dinheiro extra, mas que não necessariamente seja o que você quer fazer para o resto da sua vida, procure trabalhos que não tomem muito do seu tempo e que te permitam conciliar com outras atividades que vão te ajudar a dar um "gás" a mais de disposição. Se por acaso você estiver buscando por algo que seja de fato a sua carreira, saia do comum e não se prenda aos sites de emprego. Vá até as empresas que te interessam e pergunte se precisam de pessoas.

Segundo: atualize sempre seu currículo, principalmente em sites de emprego. Isso ajuda que empregadores consigam visualizar seu currículo e também é ótimo para mostrar que você está buscando uma vaga.

Terceiro: mantenha seus contatos de trabalho atualizados. Muitos empregos bons são conseguidos através de indicações, por isso é sempre importante manter "bons amigos" próximos a você.

Quarto: se prepare para as entrevistas de emprego. Mesmo que ainda não tenham te chamado, tente fazer simulações consigo mesmo sobre como iria agir em entrevistas. Busque o que as empresas mais importantes no mercado costumam fazer em seus processos seletivos.

E por último, busque pelas oportunidades que estão "na sua cara", mas saiba observar as oportunidades que estão "escondidas". As boas vagas não costumam ser anunciadas em vagas de emprego, mas sim através de recrutamentos internos e indicações. Então é preciso correr atrás, se fazer conhecido e estar a frente de outras pessoas para que as pessoas conheçam seu potencial e em primeiro lugar, a sua vontade.

Yamí de Araújo Couto


Saiba aqui o que escrever nos objetivos do currículo.

O currículo é, na maioria das vezes, a porta de entrada para empregos e estágios. Mas na hora de atualizá-lo sempre surgem diversas dúvidas sobre o que deve ser informado ou não. Parte disso é a seção de objetivos, em que muitos candidatos cometem vários erros. Está escrevendo seu currículo e não sabe bem o que escrever nesse sentido? Então, confira estas 5 dicas que poderão te ajudar!

1. Fale sobre suas metas principais

A seção de objetivos é uma das mais importantes do currículo, pois irá refletir exatamente aquilo que você busca no âmbito profissional. Isso é muito importante para as empresas, pois elas valorizam pessoas que sabem aonde querem chegar. Por essa razão, pense e escreva sobre suas principais metas de carreira.

2. Seja específico

É de extrema importância escrever de maneira simples, direta e curta. O ideal é que a parte de objetivos tenha em torno de uma ou duas linhas. Não se esqueça de deixar claro qual cargo, área e nível está procurando. Por exemplo: “Atuar na área de Marketing, desenvolvendo pesquisa de mercado e planejamento”; “Atuar como líder de departamento de vendas, desenvolvendo metas e criando novas práticas”; etc.

3. Evite frases clichês

Fuja de frases e expressões de efeito ou clichês dos tipos “contribuir com o crescimento da empresa”, “trabalhar de forma responsável”, “busco novos desafios”. Tudo isso os recrutadores estão cansados de ver e poderão pensar que você não tem personalidade própria ou que produziu seu currículo de qualquer jeito.

4. Relacione seus objetivos com suas experiências

É importante interligar os objetivos as suas experiências de trabalho. Assim, isso demonstrará que você tem metas profissionais, que deseja crescer nesse ponto. Se não tiver experiências anteriores, relacione a alguma área que deseja desenvolver, que seja formado ou que esteja se qualificando.

5. Escreva de acordo com o perfil da empresa ou situação

Se está buscando novas oportunidades de trabalho, é necessário que tenha diversos modelos diferentes de currículo. Cada um deles deverá ser adaptado de acordo com o perfil e cargo da empresa para a qual estiver se candidatando. Por isso, pesquise bastante sobre essa companhia, checando seus valores, missões e interesses no mercado.

Embora a seção de objetivos do currículo profissional pareça algo banal, saiba que ela é indispensável para concorrer a qualquer vaga. Por isso, adicionado a isso, confira as seguintes informações antes de enviá-lo: dados pessoais, objetivos, resumo de experiências, formação acadêmica, cursos extras e idiomas e alguma informação complementar.

Gostou destas dicas? Aproveite e atualize já o seu currículo!

Camilla Silva


Saiba como resolver conflitos entre colegas no ambiente de trabalho.

A maioria das empresas enfrenta um problema comum: conflito entre colegas de trabalho. Esse tipo de acontecimento resulta em baixa motivação e um clima desagradável, que acaba se espalhando em vários setores.

Mas como resolver essas questões e garantir que isso não prejudique os resultados da companhia e dos colaboradores? Veja a seguir 5 atitudes que podem ajudar a combater o problema!

1. Evite discussões

Se estiver em uma situação de conflito, evite discutir, principalmente se seu colega estiver alterado. Procure conversar e mostrar que não está em busca de briga. Assim, é mais provável que ele se acalme.

2. Aja de maneira agradável

Também pode acontecer de você ficar irritado com alguma situação ocorrida no trabalho ou vida pessoal. Nesse caso, é importante não descontar o problema em seus colegas e acabar sendo desagradável com eles. Procure respirar fundo e agir da melhor maneira possível.

3. Evite indiretas

Em situações de desavenças no trabalho, é muito importante que evite indiretas e fofocas, pois isso tende a piorar conflitos e gerar momentos extremamente desagradáveis até mesmo para outros colaboradores. Dessa maneira, encarar o problema é o melhor caminho.

4. Converse

Se depois de um tempo, ainda sentir que há uma situação desagradável entre você e um colega, procure-o para conversar e demonstre que não deseja continuar dessa maneira. Busque, também, ouvir o ponto de vista dele e mostrar o seu de modo simples e direto. Faça isso da forma mais calma e paciente possível. É importante, ainda, encontrar nesse caso um meio termo, que possa ser adequado e mais confortável para ambos.

5. Procure um mediador

Procurar algum mediador em situação de conflito pode ser uma boa saída quando parece ser algo de difícil solução. Nesse caso, é importante conversar com seu superior mais próximo, de modo que ele possa orientar a todos sobre a melhor atitude a tomar, mas faça isso da maneira profissional. Ou seja, procurando não falar coisas ruins de outras pessoas da empresa.

Embora, muitas vezes, os conflitos entre colegas pareça algo muito difícil de evitar, é possível fazer isso colocando questões profissionais no lugar de opiniões pessoais. Afinal, trabalhar em busca de melhores rendimentos e resultados em equipe é sempre a melhor via para combater o problema.

Tem mais alguma dica para evitar e resolver conflitos?

Por Camilla Silva


Saiba como motivar os colegas de trabalho.

É fato que a maioria das pessoas não está satisfeita com o emprego, seja por motivos de ordem profissional, salários baixos, ambientes estressantes, cobranças diárias e difíceis metas de serem alcançadas.

O maior prejudicado é a própria pessoa, pois todas essas insatisfações pelas quais passamos, nos leva a uma grande desmotivação pessoal e profissional, o que pode contaminar o ambiente de trabalho, prejudicando a nossa carreira e como consequência, a de todos os envolvidos.

Caso você esteja querendo se sentir motivado no trabalho e dar uma motivação a mais para seus colegas de setor, está lendo o artigo certo e vamos te ajudar com simples dicas que vão fazer dos seus dias e dos seus colegas, um pouco mais prazerosos.

A primeira dica é nunca reclamar de nada, pois tem um velho que ditado que diz: "Aceita, que dói menos". É a mais pura verdade, pois quem reclama agrava as dificuldades e por mais desgastante que seja o seu trabalho, tente ser uma pessoa de bem com a vida e sem reclamar de nada, pois na maioria das vezes, de nada adianta a reclamação.

Outra dica importante é escutar mais e falar menos. Tentar entender o ponto de vista do colega de trabalho, pode ajudar na solução de um problema pendente. Ouvir o que os outros têm a dizer e trocar experiências, pode ser um sopro de ânimo diário no setor de trabalho.

Mais uma dica muito útil é sempre falar de uma maneira compreensiva, evitando ser rude no falar e no agir com os outros. Educação e bom senso cabem em todo o lugar, principalmente em um ambiente em que passamos 8 horas por dia. Ser gentil com os outros costuma dar muito certo, pois geralmente a recíproca é verdadeira.

Mais uma dica importante é sempre oferecer ajuda a quem precisar. Independentemente do cargo ou tempo de empresa da pessoa que precisa ser auxiliada, uma dose extra de ajuda é sempre bem vinda e pode motivar bastante. Dedicar parte do tempo em favor dos outros, pode ser muito bem vindo, o que pode contribuir para um ambiente de trabalho mais saudável para todos.

E por último, jamais critique o colega de trabalho na vista de outros. A crítica pode ser fatal e contamina qualquer ambiente. O mais sensato a se fazer é conversar em particular com o colega da maneira mais educada possível.

Por Rodrigo Souza de Jesus


Confira algumas dicas para se tornar um profissional exemplar e ser bem-sucedido no novo emprego.

Em tempos em que o Brasil vem enfrentando uma forte crise na economia, em que já se contabilizam milhões de desempregados, conseguir um novo espaço no mercado de trabalho está cada vez mais difícil. Nesse sentido quando se consegue uma nova oportunidade é preciso adotar um comportamento exemplar e assim se manter empregado.

Se você procurou bastante, enfrentou processos seletivos, entrevistas e finalmente acaba de ser contratado em um emprego e está se sentindo inseguro, veja as dicas a seguir e saiba como se tornar um profissional exemplar e por isso bem-sucedido, mantendo-se empregado.

1º Sempre que alguém inicia uma nova função em um novo trabalho a tendência é que esse profissional comece a “mostrar serviço”, ou seja, o recém-contratado gosta de impressionar e por isso se mostra altamente competente, interessado e disposto. É claro que isso não é ruim, mas o ideal é que você mostre os seus talentos de forma gradativa, o que significará que você está se dedicando e aprendendo, causando uma boa impressão e desfazendo aquela imagem do “sabe tudo” que muitas vezes gera um efeito negativo.

2º Conheça bem a empresa que te contratou e saiba até onde você poderá chegar. Nesse sentido você pode traçar seus objetivos e trabalhar para alcançá-los.

3º Geralmente as pessoas que se iniciam em um novo trabalho já pensam em sua projeção na empresa, no tão falado plano de carreira, mas nem sempre isso acontece, pois as empresas se diferem em alguns pontos. Dessa forma procure enxergar os pontos positivos de seu trabalho e esteja aberto para mudanças que lhe tragam benefícios. Seja flexível e compreenda o contexto da sua empresa.

4º Quando se deparar com desafios enfrente-os. Lembre-se que eles existem em qualquer empresa e é você que precisa provar a si mesmo que é capaz de enfrentar essas situações. Reinvente-se focado em seus objetivos.

5º Em casos de crise adote sempre uma postura otimista e busque formas de driblar essa crise. Uma visão negativa no enfrentamento dos problemas pode refletir que você não acredita na empresa em que atua e nem em seu trabalho. Mesmo não ocupando um lugar de liderança, você deve agir como um líder.

Por Sirlene Montes


Uma carreira de sucesso só pode ser construída sobre passos concretos, veja aqui a importância da assertividade do feedback.

O feedback é uma prática aplicada em empresas, a fim de dar um retorno para os colaboradores acerca de seu desempenho na função, ou seja, o feedback é uma análise que traz um resultado que é apresentado ao colaborador, mostrando suas áreas de desafio e seus pontos fracos, abrindo a possibilidade de que o colaborador, juntamente com a empresa, desenvolva-se.

O processo de orientação de pessoas ao aprimoramento não é instantâneo, portanto é preciso que se estipule um plano de ação para que aconteça esse crescimento: o feedback é parte essencial dele.

Devemos chamar a atenção aqui para o fato de que um simples elogio ou crítica, se for feito de forma fútil ou sem propósito, nenhum resultado trará. É importante que o aplicador do feedback esteja ciente de que o retorno deve ser construtivo.

Todos os comentários empregados devem ter relevância e pauta, apontando para um caminho de solução e afunilamento de algum comportamento ou melhoramento de algum desempenho. Um feedback mal aplicado pode gerar o constrangimento ou até mesmo humilhação de um colaborador, sem falar no descrédito que ocasionaria se assim fosse aplicado. Para que isso não aconteça, independente do seu feedback ser positivo ou negativo, você precisa assegurar-se que ele seja assertivo, ou seja, que seja claro e objetivo.

A assertividade do feedback se garantirá desde que empatia seja aplicada, além do tempo certo e reconhecimento das boas características do seu colaborador. Se você recebeu um elogio, por exemplo, analise o que aquele comentário pode acrescentar em sua vida profissional. O mesmo pensamento deve ser exercido no caso de uma crítica. Procure pensar qual foi o real objetivo daquela informação, traçar o que a empresa espera de você e a possibilidade dessa ação. Sendo assim, você deve desenvolver passos para melhorar o que for solicitado, sempre focando no retorno do acompanhamento.

Melhorar em um apontamento negativo que foi dado em um feedback ou manter a qualidade de um reconhecimento positivo, te situam como um bom profissional, pois assim, você anda parelho com as expectativas da empresa e demonstra sua capacidade pessoal de crescimento.

Por Carolina B.


Saiba como conciliar da melhor maneira a vida profissional e a vida doméstica nos dias de hoje.

Cada vez mais mulheres têm conquistado o mercado de trabalho. Num mundo completamente machista, o mundo corporativo não é diferente, mas apesar desse triste fator, é preciso reconhecer o – lento, porém constante – crescimento atual do público feminino ocupando os mais diversos cargos.

Antigamente, era comum que tarefas como cuidar da casa e das crianças fossem atribuídas às mulheres. Hoje, com o movimento feminista e o mundo globalizado, é mais fácil abrir os olhos para desvencilhar essa ideia arcaica e fundamentalmente patriarcal: lugar de mulher é onde ela quiser, seja em casa ou na empresa, ou nos dois (ou em nenhum deles).

Existe um número exorbitante de mulheres que estão devidamente posicionadas em suas vidas, de forma a lidar com a vida familiar e com a carreira, sem deixar nada em baixa. É retrógrado quem pensa que essa forma de encarar o cotidiano é excedente da capacidade feminina, pois não é.

Preparamos uma lista destinada às mulheres que naturalmente precisam lidar com a rotina estressante que é balancear todos os âmbitos da vida com certa tranquilidade.

1 – Valorize-se

Não aceite nada menos do que você merece. Tanto em casa, quanto no trabalho, saiba o seu lugar e não se diminua.

2 – Prefira a sua saúde mental

Muitas situações tendem a querer que você se submeta, de forma a anular-se em prol de alguma coisa. Repense. Nada vale a sua saúde mental. Se está havendo algum conflito, em casa ou no trabalho, pense sobre ele, se colocando em primeiro lugar, pensando qual é a forma de lidar com aquilo que não vai te prejudicar. Esses ambientes tendem a cobrar muito uma figura feminina socialmente construída que está sempre disponível, que é cuidadora e submissa. Lembre-se que isso não precisa se aplicar. Você é quem é e isso é maravilhoso.

3 – Não se preocupe em atender padrões

Você não precisa nem é obrigada a atender as expectativas alheias. Muitas pessoas, especialmente homens, especialmente homens que estão em cargos abaixo do seu, tendem a duvidar com provocações do seu “ser mulher” por não atender à figura de fraqueza e delicadeza que a mente deles pressupõe. Não se intimida. Faça seu trabalho, como for sensato, sem esquecer-se de reconhecer sua família, independente de como ela seja composta.

Por Carolina B.


Existem formas eficazes de combater o medo de falar em público. Confira.

Nem todas as pessoas lidam bem quando a situação é comunicar-se com o público. Várias sensações vêm à tona, como vergonha, timidez, insegurança, mas acontece que em algumas situações saber sair-se de uma forma positiva dessa situação, vale muito. No ambiente corporativo ou na participação de aulas, é imprescindível que você saiba como se colocar diante de um número relevante de pessoas, sem cometer nenhuma grande gafe ou molhar todo o colarinho de suor.

É claro que para os menos habituados ou não afeiçoados, pode ser uma tarefa árdua, assustadora e até mesmo dramática. Por isso preparamos uma lista com dicas para lidar melhor com o falar em público, sem que o medo te afete negativamente. Veja a seguir algumas dicas de como eliminar o medo de falar em público:

1 – Não dê tanta importância para sua aparência

Um grande desafio para quem tem medo de falar em público é desvencilhar-se da constante sensação de estar sendo julgado. Lembre-se que as pessoas estão ali ouvindo o que você diz e que, se você está a vontade, não há motivo para se preocupar com a sua aparência. Relevante é o seu discurso e, se alguém repara em algo estético de forma pejorativa, certamente a pessoa mal vista do ambiente não é você.

2 – Lembre-se que muitas pessoas passam por essa situação

Nós humanos temos o hábito de sentir uma dor de forma isolada, como se nós estivéssemos passando por aquele problema no planeta. Muitas pessoas tem medo de falar em público e você pode se sentir à vontade para trabalhar isso em você, inclusive conversando com outras pessoas e vendo como elas lidam com isso. Não é nenhum pecado sentir isso, muito menos cometer algumas gafes por conta do medo, nas primeiras tentativas de desenvolvimento da oralidade.

3 – Prepare-se para a ocasião

Se você sabe que vai precisar passar por essa situação, dando um discurso ou uma aula, por exemplo, além de dominar o conteúdo e estar seguro do que vai dizer, é importante que você esteja fisicamente pronto para realizar o ato. Evite comer ou beber coisas que te deixem ansioso ou nervoso, procure vestir-se de forma confortável e manter-se descansado, para que fatores como os decorrentes da má administração desses itens não te prejudiquem.

Por Carolina B.


Ensine o seu cérebro tornar sua vida mais fácil e assim torne-se um profissional autoconfiante.

A autoconfiança, com certeza, é uma das habilidades primordiais para o sucesso de qualquer um, especialmente quando o assunto é trabalho. Ela nos permite captar respostas necessárias durante o cotidiano executivo. Além de ser sinônimo de criatividade e persuasão. Confiar no seu “taco” é um grande passo para se tornar o melhor no seu meio organizacional.

Cientistas de todo o mundo fazem pesquisas na área para ajudar o trabalhador que quer ser um destaque em seu ofício. Conheça algumas estratégias para aumentar a sua autoconfiança:

  • ESTEJA A PAR DO QUE ESTÁ ACONTECENDO NO MUNDO

Leia! Revistas, jornais, blogs em geral… Qualquer informação a mais melhorará a sua confiança, sua simpatia ficará mais clara, ficará muito mais fácil de fazer amigos e assim, seu network será revigorado.

  • DEMONSTRE CONCORDAR COM A IDEIA DO OUTRO

Balance a cabeça! É claro, positivamente. Segundo uma pesquisa da Universidade de Missouri, nos EUA, o gesto de mexer a sua cabeça concordando engana o cérebro e faz a pessoa ficar mais suscetível ao que está ouvindo.

  • LAVE AS MÃOS

A informação até parece um pouco confusa, mas segundo um estudo recente da Universidade de Michigan, nos EUA, água e sabão podem livrar você de seus pensamentos insistentes, a pesquisa mostrou que as pessoas que lavam as mãos antes de tomar decisões, pensam menos sobre do que as que lavam as mãos depois. A dica pode ser combinada com água morna para dar sensação de conforto e essência de lavanda para acalmar os ânimos.

  • TENHA UMA AGENDA

Faça listas e seja organizado. Escreva tudo que precisa fazer, coloque níveis de importância sobre seus compromissos e aprenda a negociar os prazos. Mantenha a calma, não se desespere, o dia tem apenas 24 horas e dentro deste tempo você precisa, além de trabalhar, comer, dormir e ter um tempo livre para você. Ao ver seus afazeres anotados, organizados e concretizados, no papel, as metas ficarão mais claras e será mais fácil concluir suas metas!

  • DESENHE E RABISQUE PAPÉIS

Um estudo da Universidade de Plymouth, no Reino Unido comprovou que rabiscar aumenta mais de 30% a memória. Uma das razões seria que o ato “acorda” uma área do cérebro que ficaria apenas divagando e sonhando acordada. Por isso, uma boa ideia é rabiscar um papel durante uma reunião importante, isso fará você fixar sua atenção e lembrar-se das informações posteriormente.

Por Carolina B.


Confira as dicas para a formação de um bom networking e como mantê-lo.

O homem sempre foi um ser social e conforme as atividades econômicas vão avançando, essa característica torna-se cada vez mais útil e notável no meio empresarial.

Um networking nada mais é do que a manutenção de relacionamentos interpessoais a fim de estabelecer contatos importantes e primordiais para o desenvolvimento da sua atividade econômica.

Trabalhar esse conceito é um exercício constante, que deve ser construído sempre e sem folga. Relacionando-se com uma gama enorme de pessoas, é possível também ter acesso a diversos hábitos e opiniões, além de também opções de serviços e formas de execução de tarefas.

Separamos 5 dicas para você que deseja criar e expandir seu networking. Confira a seguir.

1 – Proximidade com os mais sabidos

Os mais experientes que você, por mais distantes que pareçam por algum motivo, sempre terão coisas a te acrescentar. Na faculdade, por exemplo, fique próximo dos professores, que já atuam na área e são profissionais experientes. No local de trabalho, procure estar de olho no que os superiores estão fazendo, como executam suas funções. Mantenha proximidade com os mais qualificados que você.

2 – Mantenha contato

Ninguém gosta de se sentir usado. Sempre que possível, procure contatar pessoas que são ou foram peças importantes para o seu desenvolvimento. Não só por uma questão amistosa, mas também porque nunca se sabe quando alguém poderá te servir novamente. Manter as portas abertas é importante.

3 – Diversidade de interesses

Muitas pessoas se apegam apenas à informações de nível técnico e esquecem que atividades culturais também podem enriquecer muito sua rede social, seja para coleguismo ou para trabalho. Não se limite a uma opção. Vá a exposições, teatros e etc. Aplique-se em expandir sua noção cultural. Uma boa formação não pode ser realizada sem essa base.

4 – Não seja interesseiro

Algumas pessoas apenas lembram de determinadas outras quando necessitam de algum favor. Não faça isso, ninguém gosta de interesseiros. Pessoas sempre têm experiências para trocar, momentos bons para dividir, nem que seja com um bom dia ou boa tarde, alimente suas relações. O contato social sempre nos dá algum crescimento pessoal.

5 – Apresente-se

Parece simples, mas é uma dica de ouro: leve sempre consigo o seu cartão de visitas e não hesite em fazer uso dele.

Por Carolina B.


Na carreira somos desafiados a cada dia, a cada tarefa e, por isso, é fundamental saber superar as adversidades e saber aonde quer chegar.

Superar as dificuldades na carreira profissional não é uma tarefa fácil, mas é essencial para o crescimento profissional e pessoal. O fracasso, por exemplo, deve ser visto como uma oportunidade de aprendizado, a fim de manter a nossa força de vontade, confiança e a capacidade de acreditar em nós mesmos.

Na carreira somos desafiados a cada dia, a cada tarefa e, por isso, é fundamental saber superar as adversidades e saber aonde quer chegar. Qual o seu objetivo na empresa? O que deve fazer para consegui-lo? Desta forma, mesmo que os outros não acreditem na sua capacidade, é essencial manter o foco e acreditar no seu potencial, e fazer o que deve ser feito, mesmo que os recursos sejam escassos.

A persistência é outra aliada do caminho profissional, e, assim, não desistir é a principal escolha para quem, realmente, quer vencer. Ou seja, é imprescindível sair da zona de conforto e tentar quantas vezes forem necessárias, até chegar aonde realmente almeja.

Além disso, absorver a experiência do fracasso e aprender com cada erro cometido, também, faz parte do sucesso profissional. O medo, às vezes, nos amedronta e nos impedem de alcançar o nosso sonho. Desta forma, o erro deve ser visto como aprendizado, para desenvolver a nossa autocrítica e conhecer os nossos pontos fortes e fracos.

Sentimentos geram emoções e impactos, por isso, uma das formas de superar as dificuldades e aprender com elas é amar o seu trabalho. Você gosta do que faz? Tem paixão pelos desafios da sua carreira profissional? Quanto se tem paixão, trabalhar não significa apenas obrigação, mas motivação para fazer o nosso melhor.

Desta forma, procure construir e manter o seu equilíbrio emocional, ou seja, construa os seus recursos internos com base na disciplina e coragem. Tenha consciência de que as adversidades são inevitáveis na vida, mas são fontes de aprendizado para o seu sucesso profissional e pessoal. É fundamental ter resiliência e não deixe de se inspirar e aprender com outras pessoas que superaram os desafios e alcançaram o sucesso e, além disso, não deixe de cultivar a sua coragem, autoconfiança, superação e aceite as adversidades que surgirem ao longo da sua trajetória.

Por Babi


Saiba como ter mais produtividade nas tarefas do dia a dia administrando corretamente o seu tempo e as coisas a serem feitas.

A produtividade alcançada nas tarefas do dia a dia é diretamente proporcional à capacidade de administrar bem o seu tempo, não é mesmo!? Mas como fazê-lo? Como não ser assombrado pelo fantasma da procrastinação ou das coisas todas sendo deixadas para a última hora? Vejamos algumas dicas de como tornar o seu dia mais produtivo com o controle do tempo:

1 – Faça uma lista com todas as suas atividades, dando ênfase às prioridades: sejam as mais urgentes, as mais importantes, as com prazo mais apertado ou as que devem ser realizadas para dar prosseguimento às outras. Enfim, estabeleça o seu critério de importância, pois, embora haja mil coisas a serem feitas, uma ou outra é mais imediata. Faça uma lista, destine um tempo aproximado para a execução de cada uma delas; assim que forem se realizando, as tire de sua lista. Preferencialmente, comece com as coisas mais cansativas e difíceis para que, ao fim do dia, não tenha de lidar com tarefas pesadas, pois já estará muito cansado e mais apto às tarefas mais fáceis e rápidas;

2 – Fuja de distrações: não procrastine! Tudo começa com um pequeno desvio do foco e de repente uma série de tarefas está acumulada e foi deixada de lado por causa de uma distração. É fácil trocar o tempo de resolver as obrigações e as coisas chatas por uma coisa mais lúdica e com isso o tempo se esvai, o dia acaba e nada do planejado foi feito. É preciso ter cuidado!

3 – Mantenha sua mesa, seu quarto, suas coisas organizadas: a manutenção da ordem nas coisas não apenas harmoniza o ambiente em que estamos inseridos, mas deixa as tarefas mais práticas e rápidas. A organização elimina o tempo perdido procurando pelas coisas, inclusive as pastas no computador: nomeá-las, separá-las e marcá-las são modos de tornar qualquer atividade mais viável;

4 – Compre uma agenda e/ou um calendário e os tenha sempre à mão: esse é um dos modos de não somente organizar o tempo, mas de encontrar meios de executar com mais destreza as tarefas no dia a dia. Agendas e calendários são o desenho dos eventos importantes, das ligações e contatos a serem feitos, dos prazos de execução das tarefas. É o reduto de organização de sua vida pessoal e profissional;

5 – Fuja das filas: ganhe tempo usufruindo do que a tecnologia te oferece. Pague contas, acesse serviços e informações o máximo que puder pela internet ou pelo telefone. Muitas pessoas perdem o dia todo, quando podiam estar executando várias tarefas, em uma fila de banco, por exemplo. Pense nisso!

6 – Dedique um tempo para descansar: planeje intervalos para descansar seu corpo e sua mente, já que de nada adianta ter um milhão de tarefas a serem realizadas, se não há disposição para isso. Horas de lazer e de sono são bem-vindas!

Por Flávia Figueirêdo


Confira as dicas para ter uma boa carreira profissional e evitar a estagnação.

A estagnação profissional é um mal presente na vida de muitas pessoas. Afinal, quem nunca se sentiu frustrado ou perdido em algum momento da carreira? Isso pode ter inúmeras razões, mas é importante que seja combatido, pois prejudica o rendimento no trabalho e relacionamentos interpessoais. Mas como evitar esse problema? Descubra respostas nestas 5 dicas!

1. Tenha um planejamento

Uma das melhores formas de evitar estagnação profissional é fazendo um planejamento de carreira. O ponto de partida para isso é analisar e ter ciência do que deseja como conquista em curto e longo prazo. Com esses objetivos claros, pesquise e defina meios para atingi-los.

2. Procure se qualificar

A constante qualificação é interessante para que você se mantenha por dentro de tendências em sua área de atuação. É também um exercício para colocar em prática melhorias em seu dia a dia de trabalho. A partir disso, as chances de uma promoção podem ser bem maiores. Dessa forma, sempre que possível faça cursos para enriquecer seus conhecimentos e currículo.

3. Tenha bons relacionamentos profissionais

Procure manter no ambiente de trabalho bons relacionamentos com colegas e superiores. Nesse sentido, ajude todos sempre que possível, sendo participativo e mostrando suas melhores habilidades. Procure também garantir a qualidade em suas tarefas. Aproveite ainda feedbacks para melhorar seu desempenho profissional.

4. Faça uma autoanálise

A autoanálise é muito importante para que você possa compreender suas qualidades e defeitos, além de explorar seus potenciais. Isso é essencial para que também esteja ciente de quais atividades profissionais de fato lhe deixam mais feliz. Afinal, quando se faz o que gosta os resultados podem ser muito melhores.

5. Busque novas oportunidades

Por outro lado, caso esteja em um momento de estagnação profissional, talvez seja a hora de, além da autoanálise, observar se seu trabalho atual está proporcionando essa sensação. Assim, verifique se a empresa ou cargo em que atua não seja o motivo para isso estar acontecendo. Dependendo da situação, este pode ser o momento para buscar novas oportunidades ou até mesmo mudar de profissão. Mas lembre-se de que isso deve ser feito com cuidado e planejamento financeiro.

A partir dessas dicas, é possível combater a estagnação profissional. Além disso, são caminhos para se manter em foco e constante crescimento. Em alguns casos, pode ser interessante ter a ajuda de um especialista em coaching, para ter algum direcionamento na carreira.

Gostou deste artigo? Tem outras dicas para evitar a estagnação profissional?

Por Camilla Silva


Confira o passo a passo para tornar suas reuniões mais produtivas e eficazes.

A reunião faz parte da rotina de empreendimentos que vão desde startups a grandes companhias. Afinal, através dela que definem estratégias, analisam resultados e fazem mudanças necessárias. Mas o problema disso é que, muitas vezes, esses encontros são demorados e nada objetivos. Deseja mudar isso? Então veja a seguir 5 dicas de como tornar suas reuniões muito mais produtivas!

1. Faça um planejamento

Antes de iniciar qualquer reunião, faça um planejamento para definir metas, justificativas, regras e assuntos importantes. Dessa forma, será possível evitar discussões que não tenham nada a ver com aquilo que precisa ser tratado e resolvido. Será também uma maneira de escolher quem deve ou não fazer parte do encontro.

2. Agende antecipadamente

Algumas empresas necessitam de várias reuniões com colaboradores e pessoas externas. Nesse sentido, é importante informar a esses participantes previamente sobre horários, regras e conteúdo. Assim, será possível evitar que esses encontros atrapalhem outros compromissos ou atividades importantes.

3. Determine horários

Determinar o horário de início e fim da reunião pode ser uma forma de impedir que ela se prolongue mais do que o necessário. Cronometrar o tempo para exposição de cada assunto também é muito importante. A partir disso, cada um dos seus membros irá se organizar para fazer tudo conforme o especificado.

4. Escolha um líder

Escolher um líder e poucas pessoas para exposição de temas a serem discutidos é outra forma de tornar uma reunião mais produtiva. Nesse sentido, o primeiro ficará responsável pelo seu início, abertura, condução de discussões e finalização. Enquanto os apresentadores poderão ficar incumbidos de tratar de assuntos específicos.

5. Finalize com uma síntese

Ao final da reunião, é interessante haver um tempo para que possíveis dúvidas sejam sanadas. Depois, o líder pode sintetizar tudo o que foi tratado e acordado. Depois, é interessante que ele envie essas informações por e-mail. Com isso, todos ficarão cientes do que foi discutido.

Com essas dicas, reuniões podem ser mais produtivas, porque serão conduzidas de forma mais objetiva e direta. Então, todos terão mais espaço para se dedicar a outras atividades também importantes. Afinal, o tempo é um item necessário para empresas que desejam acelerar seus resultados.

Gostou dessas dicas? Conhece outras formas de melhorar a produtividade de reuniões?

Por Camilla Silva


Conheça algumas dicas para alcançar o sucesso na vida profissional.

A maioria das pessoas sonha em ser bem sucedidas na vida, pelo menos em dois aspectos: na vida amorosa e na vida profissional. O primeiro não cabe discutir aqui, pois assunto é um tanto complexo e cada pessoa tem uma opinião a respeito, mas para ser um profissional de sucesso, é necessário ter a algumas atitudes coerentes com o que desejamos, seja no local de trabalho ou como donos do nosso próprio negócio.

Existem várias diferenças entre profissionais bem sucedidos e os que não são e apesar de tudo ser extremamente relativo, algumas dicas podem ajudar a todas as pessoas que almejam uma carreira de sucesso.

As pessoas que têm uma visão a longo prazo, geralmente conseguem sucesso profissional, pois isso é de suma importância em um negócio, independentemente do ramo. As pessoas consideradas de sucesso, sempre têm metas claras e palpáveis, ou seja, saber sobre o quer da vida profissional, seria uma das condições para se ter sucesso. Ter sempre uma meta possível de ser alcançada pode ser um dos caminhos para a felicidade financeira. Saber tomar decisões coerentes e bem pensadas, ou seja, profissionais de sucesso raramente tomam grandes decisões de cabeça quente. Outra dica bacana é que, pessoas bem sucedidas, têm coragem. Elas não ficam esperando que a maré esteja a favor para fazer alguma coisa, pois às vezes, é necessário remar contra a maré até a tempestade passar, ou seja, ter coragem para se tomar a decisão mais viável.

Os profissionais de sucesso têm foco em alguma coisa, sempre. Dificilmente eles se permitem distrair com algo que os tirem do foco e se a pessoa quer alcançar determinado objetivo, o foco não pode faltar em sua vida. Em certas situações, direção é bem mais importante do que a velocidade. Disciplina para se manter no caminho é um dos segredos do sucesso, mesmo que as coisas não estejam saindo conforme o esperado.

Mais uma dica que não poderia faltar, é a famosa persistência, que muitas pessoas que fracassam não tem. Persistir sempre, sem ficar apontando dedos ou arrumando desculpas para o que não deu certo. Levantar, sacodir a poeira e dar a volta por cima, talvez esse seja o segredo.

Por Rodrigo Souza de Jesus


Confira algumas dicas de como se manter motivado no ambiente de trabalho.

A automotivação é essencial no trabalho, principalmente, para gerar resultados e manter a qualidade de vida. Desta forma, é essencial acreditar que a tarefa executada diariamente impacta de forma positiva a sua vida, a fim de manter a qualidade. Entretanto, devido a conflitos ou adversidades nem sempre é possível manter a motivação no cotidiano.

Mas, independentemente do conflito no ambiente de trabalho, há maneiras para manter a automotivação como, por exemplo, o foco. Ou seja, mesmo que os problemas externos possam influenciar nas atividades, continue produzindo a sua tarefa e evite ficar perdendo tempo com conversas alheias. Além disso, evite passar muito tempo em redes sociais e priorize a sua produtividade no dia a dia, a fim de fazer a diferença para a empresa.

A automotivação também pode ser definida com metas realistas. Assim, escreva o que deseja no papel e deixe em um lugar visível. Porém, seja coerente com a sua realidade, para que você possa acompanhar o seu desenvolvimento e produtividade. Se não conseguir cumprir o que planejou ou errar, faça uma análise e procure melhorar.

Invista no seu aprimoramento pessoal, ou seja, faça cursos, busque crescer e se especializar na área em que está atuando. Prepara-se para o seu objetivo e mantenha-se atualizado no mercado. Lembre-se de que as coisas mudam, e você deve estar preparado para lidar com as possíveis dificuldades que podem surgir. Desta forma, foque em conhecimento e estudo. Isso faz a diferença não apenas para a sua vida profissional, mas, principalmente, a pessoal.

Para manter a automotivação, também, tenha o hábito de cultivar bons relacionamentos no trabalho com os seus colegas e superiores, pois isso favorece o desenvolvimento de suas habilidades e auxilia a manter a harmonia e o equilíbrio no ambiente. Além disso, não deixe de aproveitar o seu tempo livre com os seus amigos, familiares ou companheiro. A sua mente precisa relaxar e se desligar do trabalho, por isso, não deixe de sair, curtir um cinema ou apenas uma boa conversa com as pessoas que ama. A automotivação é imprescindível para a sua qualidade de vida pessoal e profissional. Como consequência, isso vai gerar bons resultados e muito amadurecimento.

Por Babi


Ser um líder de sucesso envolve várias ações e atitudes a serem tomadas. Saiba quais são elas.

A liderança, como muitos pensam, não consiste apenas no fato de tomar decisões importantes quando necessário e há estudos apontando que pode ser uma ação quase inconsciente de certas pessoas.

Ser o líder, portanto, não é apenas uma simples escolha e nem mesmo uma atitude simples. Dessa forma, muitas pessoas se indagam sobre como os líderes conseguem, na maioria das vezes, acertar as decisões e guiar a multidão nos caminhos certos. Não há muito segredo pois, a maioria consegue resolver os problemas tomando por base as inúmeras adversidades que ocorrem no cotidiano, tornando as escolhas mais fáceis e mais tarde acabam tornando-se parte do instinto das pessoas. Mas calma, a liderança é inata, e dessa forma, pode ser obtida também pelos outros réris mortais. Assim, abaixo está reunida algumas dicas, de como tornar-se líder, mas para isso acontecer é preciso quebrar um pouco da rotina.

A primeira dica é fundamental para garantir a confiança dos demais e baseia-se em expressar opiniões bem como encorajar as pessoas a compartilharem também os seus pontos de vista.

Outra dica é traçar metas junto a equipe e torná-la real, possível de ser feita. Por isso, faça acontecer todos os seus planos, mesmo os diários que você acha ter pouco valor.

A terceira dica é estar sempre se comunicando com a equipe. Elogie os progressos e alerte para os erros.

A quarta etapa pode ser uma das mais complicadas, afinal mobilizar uma equipe inteira e convidá-la a pensar e tomar posições não é assim tão fácil. Por isso, é sempre bom conhecer a especialidade de cada um e usar cada uma delas em benefício da empresa.

Quinta dica caracteriza-se por sua grande importância, isso porque ser líder não é apenas mandar e acabou. Os liderem também precisam mostrar respeito e compromisso com seus parceiros.

Outra dica valiosa é a sexta, consiste no líder ser sempre o exemplo a ser seguido dentro da equipe. Dessa forma, revise suas atitudes perante seus companheiros, pois futuramente elas vão refletir no comportamento da equipe.

Admirar o trabalho do parceiro sem dar a mínima para o resultado final é a atitude de um excelente líder. Sem contar que, é outro passo para se ter a confiança e a estima de um grupo.

Por Sirlene Montes


Voltar ao mercado de trabalho depois dos 40 anos não é impossível. O mais importante é estar aberto a propostas e ter disponibilidade para crescer e se qualificar profissionalmente.

As pessoas com 40 anos que desejam voltar ao mercado de trabalho muitas vezes se perguntam se realmente vão ter essa nova oportunidade, pois algumas coisas mudaram, principalmente no que se refere a tecnologia. Por esse motivo afirmamos que é mais do que crucial conhecer sobre as novas tendências no mundo corporativo.

Ainda existe resistência por parte de algumas empresas no momento de realizar a contratação de pessoas com essa idade, mas tenha certeza que essa não é uma missão impossível. O mais importante é estar aberto a propostas e ter disponibilidade para crescer e se qualificar profissionalmente, sendo esse o caminho mais adequado para o rompimento de barreiras.

Se você deseja conquistar uma nova vaga de emprego, indicamos primeiramente que não tenha vergonha e peça ajuda de colegas de antigas empresas, faça cadastro de currículos em diversas plataformas online, entre coisas do mesmo gênero.

Abaixo vamos listrar as principais dicas de como voltar ao mercado com mais de 40 anos:

1- Seja humilde

Quando for pedir a orientação a uma pessoa sobre novas propostas de trabalho, o que deve predominar é a sua humildade. Por mais que antigamente você tenha tido uma carreira promissora, é necessário pensar que esse é o momento de recomeçar.

2- Obtenha conhecimentos na área digital

Algumas pessoas ainda possuem resistência com as novas ferramentas de trabalho, principalmente na área digital. Saiba que as redes sociais, os computadores e os aplicativos ajudam e muito diversos tipos de empresa, por isso, se atualizar é a melhor opção.

Por mais que não goste, em algumas áreas de atuação será necessário ter esse tipo de conhecimento.

3- Estude

Caso seja formado, procure se especializar, fazer uma pós-graduação, cursos livres ou coisas relacionadas. Dessa maneira você vai mostrar força e determinação para ser aprovado nos próximos processos seletivos que participar.

4- Preparação:

Quando surgir a oportunidade de fazer uma entrevista, sempre indicamos que se prepare de forma adequada. Por exemplo, todos os candidatos precisam se apresentar com roupas adequadas, com pelo menos 15 minutos de antecedência, e com conhecimentos básicos da empresa.

5- Pesquisa

Outra dica importante é pesquisar sobre a vaga que deseja conquistar. Saber sobre salario, quais são as atividades que serão desenvolvidas e se tem aptidões para a realização de cada uma que a empresa solicitar. Essas são coisas importantes para ser contratado.

Por Yasmin Fernandes Robles


Quer ficar por dentro do mundo do emprego?

O Vagaemprego.com.br é o blog do emprego. É uma excelente ferramenta para quem está procurando emprego ou se preparando para concursos públicos. Nele a gente encontra oportunidades para o Brasil inteiro, e o melhor, para todas as modalidades de emprego. É possível encontrar vagas profissionais, jovem aprendiz, estágios e até para os concorridos processos seletivos de trainee. O site também conta com diversas oportunidades temporárias e sazonais. Aproveite datas comemorativas para conseguir uma chance extra, são milhares de vagas específicas para determinadas épocas do ano.

Escolha sua região e encontre empresas com vagas disponíveis. Você conseguirá encontrar empresas através de artigos com todas as informações necessárias para sua candidatura. Ao identificar a empresa de seu interesse você ainda conseguirá ver mais detalhes sobre as vagas disponíveis, como perfil do candidato, requisitos, prazo para inscrição e benefícios, além de conhecer brevemente sobre o histórico da empresa que escolheu. São empresas de diversos portes e com excelentes oportunidades.

Outro ponto interessante no Vagaemprego.com.br é que é possível interagir. Você pode deixar um comentário após ler os artigos e aguardar a interação de outros usuários.

Para não perder nenhuma oportunidade, você ainda pode cadastrar seu e-mail gratuitamente no site. Com o cadastro você não perde nenhuma novidade sobre empregos e concursos e receberá e-mails informativos periodicamente. Você tem também a chance de cadastrar seu currículo no “Banco de Curriculos” e ficar mais próximo da desejada vaga de emprego.

Além de todas estas oportunidades você ainda encontra diversos artigos com dicas para você se preparar para uma boa entrevista de emprego, informações úteis relacionadas a contratação, cadastramento de PIS, vagas no exterior, etc.

O Vagaemprego é um site completo. Com ele você sempre ficará atualizado sobre as últimas notícias do mercado de trabalho e assim não perde nenhuma chance. O site possui um banco de informações valioso com oportunidades para todos os perfis. As vagas abertas daquela empresa desejada por todos você encontra primeiro no Vagaemprego. De Norte à Sul você encontra uma oportunidade para se candidatar. Todas as informações que você precisa para não ficar de fora do mercado de trabalho estão no blog do emprego. 


Ser justo e não levar o desafeto para o lado pessoal são algumas dicas

Ter um bom relacionamento com todos os colegas de trabalho é indispensável para que possamos desenvolver nossas tarefas sem problemas e a empresa conte com uma produção que esteja dentro de suas expectativas, porém, nem sempre isto é possível, pois acontece de não conseguirmos ter um bom relacionamento como algum outro funcionário.

E quando este relacionamento não tão bom acontece entre o chefe e o seu subordinado, a situação fica ainda mais complicada, porque todo chefe precisa desempenhar o papel de motivador. É ele que irá cuidar para que todos os funcionários se mantenham motivados no trabalho, garantindo a melhor produção possível.

Nenhuma empresa espera que o chefe goste igualmente de todos os integrantes da sua equipe, assim como toda empresa sabe que nem todos os funcionários irão ter um bom relacionamento com o chefe, mas é importante saber contornar esta situação para não prejudicar a empresa e a sua própria carreira dentro da empresa.

Uma boa forma de conseguir manter o bom relacionamento com todos, até mesmo com quem você não goste, é começar a pensar sempre, antes de tomar uma decisão, por menor que seja, assim você poderá avaliar se a sua decisão é a mais correta ou se você está se deixando influenciar por não ter um bom relacionamento com algum funcionário e, de certa forma, querer prejudicá-lo. Pois, na verdade, você estaria prejudicando toda a equipe e até mesmo a empresa onde trabalha.

Outra forma de conseguir motivar um funcionário com o qual você não se dá muito bem na empresa é tratando-o da mesma forma que você trata os outros funcionários, com os quais mantém um melhor relacionamento. Nada de dar tarefas mais fáceis para quem você gosta e as mais difíceis para o seu desafeto, aliás, isso só vai complicar ainda mais a situação.

Seja justo na distribuição de tarefas, mostrando a este funcionário que ele é tratado da mesma forma que todos os outros, pois isto vai deixar o convívio de vocês muito mais fácil no ambiente de trabalho.

Na medida do possível, procure se aproximar deste funcionário com o qual você não tem um bom relacionamento e se esforce para compreendê-lo e para conhecer um pouco mais de sua vida profissional. Pode ser que, fora da empresa, ele esteja enfrentando sérios problemas e sua aproximação servirá para que ele se “desarme” e passe a o considerar como um amigo.

Jamais queira levar para o lado pessoal, nem pense em querer ficar provocando-o ou fazendo vinganças, tudo isto só vai deixá-lo ainda mais com raiva de você, não ajudando absolutamente em nada.

Se o clima ficar muito pesado, chame-o para uma conversa particular e, mesmo que vocês não consigam ser amigos, tente convencê-lo que ali dentro da empresa, vocês precisam ter o melhor relacionamento possível, ainda que seja somente profissional, mas que os interesses particulares devem ser deixados de lado, pois isto beneficiará você, ele e a toda empresa.

Por Russel





CONTINUE NAVEGANDO: