Lista é feita pela Careecast e cita as profissões menos favoráveis do ano passado.

Uma pesquisa americana realizada pela Careecast revelou quais foram as profissões menos favoráveis no passado. A pesquisa também revela quais profissões tem o maior ou menor potencial de crescimento ou de redução do número de vagas no acirrado mercado de trabalho. O ranking é bastante completo e reúne 200 profissões em diversas áreas de atuação, que foram divididas em renda, chances de ascensão e nível de estresse. Lembrando que a pesquisa é americana e todos os dados apurados correspondem ao mercado de trabalho do país e não do Brasil, mas serve como base para todos que ainda não se decidiram sobre qual profissão escolher.

Nos primeiros colocados da lista aparecem os profissionais que trabalham na mídia. Apresentadores de rádio e jornalistas ocupam o segundo lugar, devido a crise que o setor está passando e a disseminação dos veículos que tem foco na internet. A estimativa de crescimento para um repórter de jornal ou um apresentador de rádio ou TV é de -8% e -9%, respectivamente.

No terceiro lugar aparece a profissão de lenhador, com perspectiva de crescimento de -4%. A profissão teve acentuado declínio com o desenvolvimento da indústria.

Em quarto lugar, a profissão de soldado militar também está defasada, com estimativa de crescimento nula. Na quinta colocação está a profissão de aplicador de pesticida, com estimativa de crescimento de -1%. Com o desenvolvimento de técnicas mais apropriadas para o combate de pestes, a profissão é quase inexistente no país.

Por incrível que pareça, em sexto lugar, a profissão de DJ, com estimativa de crescimento de -11% é umas das profissões menos promissoras na terra do Tio Sam. Em sétimo lugar está o vendedor de publicidade, com perspectiva de crescimento de – 3%. Isso também se deve por causa da disseminação da internet, que é um meio mais rápido, com baixo custo e mais eficiente.

Em oitavo lugar está a profissão de bombeiro, com estimativa positiva de 5%, devido ao grande aumento da demanda de serviço em todo o país.

O vendedor de varejo ocupa o nono lugar com estimativa de 7% e o décimo lugar, que é a profissão mais promissora de todas, é a de taxista, que tem perspectiva de crescimento de 13% nos próximos anos.

Rodrigo Souza de Jesus


O Agente de Viagens oferece ao cliente as melhores opções de pacotes, de acordo com altas e baixas temporadas. Por isso, é um profissional que precisa de diversas habilidades para lidar com o público diariamente.

O Agente de Viagens é sempre visto como uma pessoa que trabalha em agência, oferecendo atendimento e serviços aos clientes. Ele é então muito importante no momento de ajudá-los a escolher os melhores roteiros, preços e opções de viagens. Por isso, é um profissional que precisa de diversas habilidades para lidar com o público diariamente.

Quer saber mais sobre essa função? Então veja seguir mais detalhes sobre ela!

O que faz um Agente de Turismo?

Muito além de vender serviços no ramo de Turismo, o agente de viagem oferece ao cliente as melhores opções de pacotes, de acordo com altas e baixas temporadas. Além disso, indica melhores hotéis e companhias aéreas. Por causa dessas sugestões, deve ter conhecimento geográfico bem amplo. Em caso de imprevistos, como cancelamentos, ele é responsável por fazer trocas de passagens, por exemplo.

Assim, o profissional pode atuar dentro de uma agência ou de forma independente, como um consultor. Quando trabalha dessa maneira, deve ter certa experiência em viagens, com companhias aéreas e hospedando-se em hotéis e pousadas. Assim, é capaz de indicar aos clientes as melhores alternativas, de acordo com as necessidades de cada um deles.

Muitas vezes quando o agente de viagens independente é um pouco mais conhecido, recebe convites para se hospedar em hotéis e pousadas. A partir da sua experiência nesses locais, ele pode sugeri-los aos clientes. Existem casos em que também indica opções de passeios e lazer, como restaurantes e pontos turísticos.

Formação acadêmica:

Para trabalhar nessa função, geralmente é necessário ter feito graduação em Hotelaria e Turismo ou curso técnico na área, mas não é obrigatório. Em alguns casos, também é exigido conhecimento em alguma língua estrangeira, principalmente inglês ou espanhol.

Dessa forma, repertório cultural, habilidade em vendas e em lidar com pessoas são qualidades essenciais para o agente de turismo.

Média salarial:

O salário do agente de viagens varia de R$1.130 a R$2.846. Esses valores podem estar ligados ao porte de uma agência de viagens e nível de experiência do profissional (júnior, pleno ou sênior).

Assim, esse profissional é muito importante para quem deseja fazer uma viagem com segurança e bem planejada. Afinal, ele será responsável por oferecer e indicar as melhores alternativas para turistas e clientes em geral.

Por Camilla Silva

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Contador.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Farmacêutico.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Engenheiro de Produção.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Analista de TI.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Gerente de RH.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Advogado.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Arquiteto.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Biomédico.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Acupunturista.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Almoxarife.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Analista Comercial.


O Analista de DP é o responsável pelo andamento de todas as atividades do Departamento Pessoal de uma empresa com mais de 30 funcionários.

Toda empresa de que tem acima de 30 funcionários, por lei, deve ter um setor de Departamento Pessoal. O Analista de Departamento Pessoal geralmente é o responsável pelo andamento de todas as atividades do DP, além disso, é exigido que o profissional seja proativo, organizado, que tenha espírito de liderança, excelente relacionamento pessoal com os demais, que seja bem articulado com facilidade em falar e escrever corretamente e acima de tudo, que seja capaz de resolver conflitos.

Geralmente o Analista de Departamento Pessoal é formado em Ciências Contábeis, Administração ou Economia, mas nada impede que o profissional seja formado em qualquer curso superior ou tenha concluído algum curso na área de gestão de pessoas, como os cursos sequenciais. As exigências do mercado para o Analista de Departamento Pessoal estão cada vez maiores, por causa das enormes responsabilidades que a função exige. Há empresas que exigem até 03 anos de experiência anterior na função, curso superior em áreas afins e ótimo domínio em programas de gestão de pessoas.

As principais funções desse profissional são orientar e dar prioridade a todas as ações do departamento pessoal, prestar todo o suporte aos outros funcionários, aplicação correta das leis trabalhistas, implementar tais mudanças exigidas pelas leis, estar atento as decisões de todas as convenções coletivas dos sindicatos e se adequar a elas, ser responsável por todos os processos de admissão, demissão, folha de pagamento, férias e demais direitos trabalhistas, acompanhar todos os processos de homologação, além de representar a empresa perante a justiça do trabalho.

O mercado de trabalho para o Analista de Departamento Pessoal é muito amplo e vai desde pequenas empresas de qualquer segmento até multinacionais e escritórios de contabilidade em geral.

O salário médio inicial desse profissional, dependendo do porte da empresa, bagagem curricular e da experiência anterior, pode variar entre R$ 2.900,00 até R$ 3.700,00 mais benefícios trabalhistas. Vale lembrar que não se deve confundir entre Analista de Departamento Pessoal e Assistente, pois o Analista é o responsável pelo setor, já o assistente presta todo o suporte ao seu superior.

Por Rodrigo Souza de Jesus

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Contador.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Farmacêutico.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Engenheiro de Produção.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Analista de TI.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Gerente de RH.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Advogado.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Arquiteto.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Biomédico.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Acupunturista.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Almoxarife.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Analista Comercial.


O Analista Comercial realiza todas as atividades relacionadas a vendas.

Todas as atividades relacionadas a vendas nos diversos segmentos são funções do Analista Comercial. As atividades desse profissional são as mais variadas como planejamento e organização dos programas de vendas, avaliação de resultados segundo a política da organização em que se trabalha, prestação de contas dos resultados positivos e negativos a gerência comercial, dar todo o apoio a equipe de vendedores internos e externos da empresa, além de saber trabalhar sobre pressão e em cima de metas.

É de suma importância que o Analista Comercial conheça muito bem o produto ou serviço que trabalha e esteja sempre pronto para sanar quaisquer dúvidas que possam surgir por partes dos clientes ou subordinados. Muitas empresas exigem curso superior em áreas como Administração, Finanças, Economia e áreas afins para o cargo de Analista Comercial, além de uma vasta experiência em vendas de produtos ou serviços, dependendo do ramo da empresa.

Outros pré-requisitos indispensáveis são a proatividade, capacidade de relacionamento pessoal, dinamismo, domínio de informática e saber lidar com situações estressantes no dia a dia, além de ter disponibilidade para viagens e em casos mais específicos, possuir carro próprio.

O campo de atuação do Analista Comercial é muito amplo e pode abranger toda empresa que venda algum produto ou ofereça algum tipo de serviço, seja ele temporário ou definitivo. Empresas com os mais variados ramos de negócio desde que esteja relacionado com vendas presencial ou por telefone, tem em seu quadro de funcionários, o Analista Comercial. Uma das principais exigências pessoais que as empresas fazem é que o profissional saiba lidar com trabalho sobre pressão, o que nem sempre é fácil. Ambientes assim geralmente são bastante estressantes e cabe ao profissional ter toda a calma e tenacidade para lidar com isso.

A média salarial do Analista Comercial geralmente não é estipulada, pois esse profissional é comissionado, na maioria das vezes. Muitas empresas fornecem uma ajuda de custo e combustível e o ganho de resume em mera comissão, ou seja, se o profissional conhecer a fundo o produto que está vendendo, as chances de ser bem sucedido na carreira é grande.

Por Rodrigo Souza de Jesus

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Contador.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Farmacêutico.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Engenheiro de Produção.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Analista de TI.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Gerente de RH.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Advogado.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Arquiteto.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Biomédico.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Acupunturista.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Almoxarife.


O Almoxarife é responsável pela recepção, armazenamento e conferência dos mais variados produtos em armazéns, depósitos ou silos das empresas.

Os profissionais de almoxarife são responsáveis pela recepção, armazenamento e conferência dos mais variados produtos em armazéns, depósitos ou silos das empresas. Além disso, esse profissional faz todo o controle de estoque e monitoram a entrada e saída de todo o material, fazendo lançamentos nas planilhas de controle.

O almoxarife também é responsável pelo despacho dos materiais para a expedição bem como a organização de todo o setor. O profissional precisa ser uma pessoa bastante sociável, já que lida com pessoas o tempo inteiro, ter noções básicas de informática e digitação, ser proativo, saber se expressar corretamente e escutar os outros, ter boa vontade para ajudar os demais colegas do setor quando esses estão sobrecarregados, ter boas condições de saúde física e mental, raciocínio lógico e noções de matemática, capacidade de enxergar objetos de perto, ser cuidadoso para evitar acidentes, entre outros. O almoxarife deve também ter pleno conhecimento das mercadorias que manuseia para facilitar o seu trabalho, bem como saber operar máquinas empilhadeiras. Mas um dos principais requisitos das empresas é que o almoxarife realmente vista a camisa da empresa e seja uma pessoa que ela possa contar nos momentos críticos.

Para se tornar um almoxarife é exigido que se tenha ensino médio completo ou algo similar. Se o profissional tiver algum curso especializado na área, maiores são as chances de contratação e mais fácil fica o trabalho. Cooperação e iniciativa são duas grandes qualidades que todo profissional de almoxarife deve ter para se dar bem na profissão.

O mercado de trabalho para o almoxarife é vasto e pode ser empresas que comercializam produtos dos mais variados tipos, como lojas de peças de carros, material elétrico, hidráulico, suprimentos de informática, supermercados, comércio atacadista, grandes distribuidores e depósitos de empresas.

O salário médio inicial do almoxarife, dependendo de sua experiência e do porte da empresa, pode variar entre R$ 1.500,00 até R$ 2.200,00. Existem várias classificações para essa profissão que são as trainee, júnior, pleno e sênior e master. Quanto mais anos de experiência tiver, maior será o salário do almoxarife.

Por Rodrigo Souza de Jesus

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Contador.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Farmacêutico.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Engenheiro de Produção.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Analista de TI.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Gerente de RH.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Advogado.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Arquiteto.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Biomédico.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Acupunturista.


A acupuntura é muito conhecida e procurada pelas pessoas para resolver problemas de ordem emocional ou físico.

Hoje em dia, nessa correria diária onde o stress e a intolerância parecem que tomaram conta das pessoas, é muito comum que os mais afetados pelas mazelas da vida, recorram à conhecida medicina alternativa. A acupuntura é um dos mais conhecidos e procurados pelas pessoas para resolver problemas de ordem emocional ou físico.

A acupuntura é um tipo de medicina alternativa milenar chinesa que está muito em alta no mercado brasileiro, pois seus benefícios são vários em todos os aspectos. Essa eficaz prática trabalha com certos estímulos em determinadas partes do nosso corpo, normalizando as suas funções que antes não estavam em sintonia. Ao contrário do que muitos imaginam, o acupunturista não tem que ser formado em medicina, muito embora, não tem nada que impeça um médico de exercer a profissão. Para se tornar um acupunturista, é necessário ser formado em alguma área ligada a medicina como Psicologia, Farmácia ou Fisioterapia ou fazer um curso técnico de acupuntura ou medicina tradicional chinesa.

Depois de concluído o curso, o profissional ainda precisa ter boa visão, extrema sensibilidade, ser detalhista, muita capacidade de concentração, saber lidar com agulhas e demais objetos que cortam, ter interesse em medicina oriental, raciocínio rápido e firmeza nas mãos.

O acupunturista pode trabalhar com pessoas que tem quadro clínico de dores crônicas, insônias, ansiedade generalizada, dores na coluna, joelhos e articulações, estresse, problemas intestinais ou alérgicos e problemas psicológicos em geral.

Esse método milenar vem crescendo nos últimos anos e conquistando cada vez mais adeptos de todas as classes e idades. O campo de trabalho é muito amplo e o profissional pode atuar em clínicas diversas ligadas a área ou trabalhar por conta própria, o que pode ser mais rentável.

O salário é muito variável, mas para se ter uma ideia, uma sessão de uma hora de acupuntura pode chegar, dependendo da bagagem do profissional, a R$ 120,00. Muitos acupunturistas não têm um local fixo de atendimento e preferem se deslocar até a casa do cliente, já outros atendem em clínicas de estética parceiras, por isso esse profissional não tem um salário fixo como em outras áreas.

Por Rodrigo Souza de Jesus

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Administrador.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Contador.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Farmacêutico.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Engenheiro de Produção.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Analista de TI.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Gerente de RH.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Advogado.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Arquiteto.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Biomédico.


Biomedicina realiza pesquisas na área da saúde humana, animal ou vegetal. É uma área bastante abrangente para atuação no mercado de trabalho.

A Biomedicina é a área das Ciências Biológicas responsável pela pesquisa na área de saúde, seja ela humana, animal ou vegetal. O Biomédico vem ganhando cada vez mais importância e relevância no mercado de trabalho. O mesmo é o responsável direto pela pesquisa, identificação e classificação dos microrganismos causadores de enfermidades. Além disso, o Biomédico também atuará na pesquisa quanto aos medicamentos e vacinas capazes de prevenir doenças e epidemias relacionadas a tais microrganismos.

Essa profissão vem ganhando bastante destaque devido ao vasto mercado de trabalho deste profissional, pois sua formação acadêmica é bastante ampla e oferece uma grande quantidade de áreas de interesse. Além daquilo que já foi citado, o biomédico também atua na investigação de tratamentos, efetua exames e interpreta seus resultados com objetivo de diagnosticar enfermidades, identifica possíveis contaminações em alimentos, faz análises hematológicas e moleculares, produção de bioderivados além da pesquisa e controle de qualidade de tais produtos.

O curso de Biomedicina é recheado de disciplinas das Ciências Biológicas em sua grade curricular. Sendo assim, aulas de bioquímica, fisiologia, microbiologia, bases moleculares, desenvolvimentos de doenças, estrutura e função dos tecidos além de aulas práticas de laboratório estarão presentes na vida do estudante de Biomedicina. Além disso, o curso também conta com ênfase na área de matemática, com destaque para estudos estatísticos, comunicação, metodologia científica e administração laboratorial. Nos últimos semestres do curso, o aluno deverá escolher uma área específica de atuação para estagiar e escrever sua monografia. A duração média deste curso é de 4 anos.

Não existe um piso salarial estipulado para os biomédicos, sendo que a remuneração dos mesmos pode variar bastante. Em média, o profissional ganha cerca de R$ 1.343,00 nos primeiros anos de atuação. O ganho referente ao escalão intermediário é de, em média, R$ 5.000 a R$ 8.000. No auge de sua carreira, o Biomédico chega a ganhar acima de R$ 10.000.

Uma das principais vantagens desta profissão é o grande número de área que o biomédico pode escolher para atuar. Dentre as quais, podemos destacar: Acupuntura, Análise Ambiental, Análises Bromatológicas, Anatomia Patológica, Biofísica, Biologia Molecular, Biomedicina Estética, Bioquímica, Farmacologia, Fisiologia, Fisiologia Geral, Fisiologia Humana, Genética, Informática de Saúde, Microbiologia, Microbiologia de Alimentos, Parasitologia, dentre outras áreas.

Grande parte dos biomédicos trabalha em laboratórios de análises clínicas e diagnósticos, seja em clínicas ou em hospitais. Porém, a demanda por esses profissionais na indústria farmacêutica vem crescendo bastante. Além disso, o setor de saúde pública é outro grande empregador de biomédicos.

Por Bruno Henrique

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Engenheiro Civil.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Administrador.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Contador.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Farmacêutico.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Engenheiro de Produção.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Analista de TI.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Gerente de RH.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Advogado.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Arquiteto.


O Arquiteto é responsável por um inteligente planejamento de utilização de espaços comerciais, residenciais e industriais.

O Arquiteto, depois de enfrentar os 5 anos de faculdade, finalmente pode colocar seus conhecimentos em prática da melhor forma possível.

O profissional é o responsável por um inteligente planejamento de utilização de espaços comerciais, residenciais e industriais. Primeiramente, ele faz um complexo projeto arquitetônico que pode ser feito no computador ou mesmo no papel, do ambiente em que vai atuar e pode utilizar os mais diversificados recursos técnicos e artísticos para o auxiliar na tarefa.

Dentre várias aptidões que esse profissional deve ter estão a capacidade de realizar desenhos e planejar espaços e ambientes de quaisquer tamanhos, além de conhecimentos matemáticos de cálculos precisos. Saber visualizar espaços nas três dimensões, ter uma capacidade de abstração, desenho, sensibilidade e ser flexível para se trabalhar em equipe, são algumas das características que todo arquiteto deve ter.

O mercado de trabalho para esse profissional é muito amplo e o setor privado é que absorve boa parte da mão de obra dos arquitetos. Empresas como construtoras, escritórios de engenharia e arquitetura e instituições de pesquisa são alguns exemplos.

O profissional pode se especializar em algumas áreas que podem ser o paisagismo, urbanismo, história da arquitetura, comunicação visual, arquitetura de interiores, computação gráfica ligada à arquitetura. As áreas mais procuradas para especialização, principalmente por jovens arquitetos recém-formados são a arquitetura de interiores e a computação gráfica da arquitetura. Vale lembrar que arquitetura não tem nada a ver com a decoração e as pessoas confundem as profissões por falta de conhecimento.

Todo arquiteto sempre deve estar ligado a novos recursos de computação que surgem no mercado que podem o auxiliar no seu trabalho e nunca deve deixar de acompanhar as tendências do mercado.

O salário médio inicial para um arquiteto com uma certa bagagem de conhecimento e experiência, dependendo do porte da empresa em que vai prestar serviço, pode variar de R$ 3.900,00 a R$ 5.900,00. Aqueles profissionais que são autônomos podem ganhar mais ou menos que isso, pois os ganhos são muito instáveis quando se trabalha por conta própria.

Por Rodrigo Souza de Jesus

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Engenheiro Civil.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Administrador.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Contador.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Farmacêutico.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Engenheiro de Produção.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Analista de TI.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Gerente de RH.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Advogado.


O Advogado pode atuar de diversas maneiras no mercado de trabalho devendo ter desenvoltura, boa argumentação e interpretação correta das leis, entre outras características.

O termo Advogado, na verdade, é usado erroneamente pela maioria das pessoas leigas, pois advogado é aquela pessoa que se graduou em Direito e que passou na prova da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e já tem o seu número de registro na entidade, podendo exercer a profissão. Já para quem apenas se formou em Direito, mas não tem a carteira da OAB, é chamado de bacharel em Direito, o que não o impede de trabalhar em sua área que por sinal é bastante ampla.

O Advogado pode atuar como defensor dos seus clientes na mais variadas áreas, como civil, penal ou trabalhista. O profissional deve estudar a fundo todo o processo e criar uma defesa convincente e compatível com as leis do país, na tentativa de ganhar a causa e como consequência, conquistar um maior número de clientes. O Advogado também pode se dedicar a carreira pública e atuar como juiz, delegado ou promotor, mas para isso é necessário se especializar na área e ser aprovado em um concorrido concurso público.

As principais aptidões que todo Advogado deve ter são capacidade de uma interpretação correta das leis, desenvoltura, boa argumentação e ávido gosto por leitura, especialmente as que se referem as leis nacionais.

O mercado de trabalho para o Advogado são as empresas públicas e privadas na área jurídica, órgãos públicos, escritórios de advocacia, assessoria jurídica de qualquer natureza ou magistratura. Cabe a cada profissional escolher o campo que melhor se identifica nessa ampla área.

Após a conclusão do curso na universidade, o bacharel em Direito pode se especializar nas mais diversas áreas de atuação como direito tributário, constitucional, civil, trabalhista, administrativo, do consumidor, penal e internacional. É recomendado a todo estudante de Direito que leia bastante sobre todas as especializações para saber sobre qual ele se identifica melhor para que não cometa erros durante a profissão por uma escolha errada.

O salário do Advogado é muito relativo e vai depender se ele é um servidor público ou se é um profissional liberal, ou seja, não se pode estipular um valor fixo de ganho para essa profissão, já que os ganhos são muito instáveis. Para um profissional em início de carreira, a média salarial varia de R$ 3.900,00 a R$ 4.800,00, dependendo da especialidade do Advogado e do seu campo de atuação.

Por Rodrigo Souza

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Engenheiro Civil.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Administrador.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Contador.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Farmacêutico.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Engenheiro de Produção.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Analista de TI.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Gerente de RH.


Confira aqui um ranking com as 20 profissões em alta neste ano de 2017.

A cada ano que passa as pessoas têm buscado por carreiras que estejam em alta no mercado. Diante disso, especialistas apontam as 20 profissões que devem se destacar ano de 2017.

1-Analista de Compras: É o tipo de profissional muito buscado por empresas pois uma das suas principais funções é a capacidade de negociação com fornecedores, o que pode representar para a empresa uma economia em seus investimentos.

2- Analista Contábil: Que tenha domínio em inglês, é um profissional que até então é muito difícil de ser encontrado, mas é muito importante pois se encarrega de todas as operações da empresa.

3- Analista de Desenvolvimento Organizacional: Como o próprio nome diz, é o profissional que atua na organização de capital humano das empresas. Entre suas funções ele avalia, desenvolve projetos motivacionais e avaliações de resultados. Muito útil para pequenas empresas, que almejam uma maior projeção no mercado.

4- Analista de Planejamento Financeiro: Profissional que consegue ter uma visão dos negócios e busca por resultados.

5- Analista de Planejamento Tributário: É o profissional especialista em impostos e por isso tão requisitado.

6- Cientista de Dados: Especialista em dados. Aplicando-os através da tecnologia e da digitalização dos processos.

7- Consultor Comercial: Responsável por atrair clientes novos, expandindo os negócios.

8-Desenvolvedor Mobile: Desenvolvedor de aplicativos. Profissional altamente requisitado.

9- Diretor Financeiro: Responsável por todos os processos de finanças. Profissional ideal para tempos de crise.

10- Especialista em Supply Chain: Cuida desde a área de compra, logística, produção, até chegar o produto ao cliente.

11- Especialista em Interface do Usuário (UI): Especializado em tecnologia, cuida da aparência da empresa virtual.

12- Especialista em Experiência do Usuário (UX): Profissional que atua no relacionamento com o cliente no ambiente virtual.

13- Executivo Desenvolvedor de Negócios: Profissional que faz o intermédio de empresas, buscando parcerias que deem bons resultados.

14- Gerente de Acesso para a Indústria Farmacêutica: É o especialista em lançar produtos no mercado.

15- Gerente de Educação Contínua em Serviços Clínicos: Especialista em educar profissionais da saúde que atua em clinicas, laboratórios e hospitais, buscando oferecer uma qualidade melhor de atendimento.

16- Gerente de Vendas: Profissional com habilidade de vender e garantir lucro para a empresa.

17- Profissional de Melhoria na Modalidade Contínua: Está sempre desenvolvendo estratégias para conquistar melhores resultados.

18- Trade Marketing: Está de olho na performance do produto no mercado, bem como sua reputação, concorrentes. Sempre criando estratégias que deem mais visão ao produto e aumente as vendas.

19- Profissional de Vendas Técnicas: Conhece tudo sofre o produto, se relaciona em todos os processos de fabricação, conhecendo bem o que vende.

20- Supervisor de Planejamento e Controlador de Produção: Conhece bem os processos de produção e está em busca de melhorias , redução de gastos, maiores lucros.

Sirlene Montes


Ser justo e não levar o desafeto para o lado pessoal são algumas dicas

Ter um bom relacionamento com todos os colegas de trabalho é indispensável para que possamos desenvolver nossas tarefas sem problemas e a empresa conte com uma produção que esteja dentro de suas expectativas, porém, nem sempre isto é possível, pois acontece de não conseguirmos ter um bom relacionamento como algum outro funcionário.

E quando este relacionamento não tão bom acontece entre o chefe e o seu subordinado, a situação fica ainda mais complicada, porque todo chefe precisa desempenhar o papel de motivador. É ele que irá cuidar para que todos os funcionários se mantenham motivados no trabalho, garantindo a melhor produção possível.

Nenhuma empresa espera que o chefe goste igualmente de todos os integrantes da sua equipe, assim como toda empresa sabe que nem todos os funcionários irão ter um bom relacionamento com o chefe, mas é importante saber contornar esta situação para não prejudicar a empresa e a sua própria carreira dentro da empresa.

Uma boa forma de conseguir manter o bom relacionamento com todos, até mesmo com quem você não goste, é começar a pensar sempre, antes de tomar uma decisão, por menor que seja, assim você poderá avaliar se a sua decisão é a mais correta ou se você está se deixando influenciar por não ter um bom relacionamento com algum funcionário e, de certa forma, querer prejudicá-lo. Pois, na verdade, você estaria prejudicando toda a equipe e até mesmo a empresa onde trabalha.

Outra forma de conseguir motivar um funcionário com o qual você não se dá muito bem na empresa é tratando-o da mesma forma que você trata os outros funcionários, com os quais mantém um melhor relacionamento. Nada de dar tarefas mais fáceis para quem você gosta e as mais difíceis para o seu desafeto, aliás, isso só vai complicar ainda mais a situação.

Seja justo na distribuição de tarefas, mostrando a este funcionário que ele é tratado da mesma forma que todos os outros, pois isto vai deixar o convívio de vocês muito mais fácil no ambiente de trabalho.

Na medida do possível, procure se aproximar deste funcionário com o qual você não tem um bom relacionamento e se esforce para compreendê-lo e para conhecer um pouco mais de sua vida profissional. Pode ser que, fora da empresa, ele esteja enfrentando sérios problemas e sua aproximação servirá para que ele se “desarme” e passe a o considerar como um amigo.

Jamais queira levar para o lado pessoal, nem pense em querer ficar provocando-o ou fazendo vinganças, tudo isto só vai deixá-lo ainda mais com raiva de você, não ajudando absolutamente em nada.

Se o clima ficar muito pesado, chame-o para uma conversa particular e, mesmo que vocês não consigam ser amigos, tente convencê-lo que ali dentro da empresa, vocês precisam ter o melhor relacionamento possível, ainda que seja somente profissional, mas que os interesses particulares devem ser deixados de lado, pois isto beneficiará você, ele e a toda empresa.

Por Russel





CONTINUE NAVEGANDO: