Jornalista – Formação Acadêmica, Salário, Mercado de Trabalho




O Jornalista pode atuar em diversas áreas no mercado de trabalho.

O jornalista trabalha com o objetivo de divulgar informações através de veículos de comunicação diversos. É uma profissão indicada para pessoas que tenham facilidade em se expressar e gostem de ler, escrever e pesquisar. Além disso, ter senso crítico e saber utilizar editores de imagens e textos são aspectos necessários para atuar no setor.

Áreas de atuação:

O jornalista pode atuar nas seguintes funções:


· Reportagem – pesquisa fatos e redige informações noticiosas.

· Editoração ‒ define textos finais, imagens, layouts e recursos audiovisuais, de acordo com o veículo que trabalha (TV, rádio, impresso e digital).

· Gestão de conteúdos digitais ‒ administra, implanta estratégias e desenvolve conteúdos para internet.


· Fotojornalismo ‒ fotografa acontecimentos, pessoas e cenas para veículos digitais e impressos.

· Comunicação empresarial ‒ gerencia informações de empresas, repassando-as para funcionários, público externo e imprensa.

A profissão exige uma série de condutas importantes. Elas referem-se a uma postura ética, responsabilidade e compromisso com a verdade. Por isso, a checagem de fontes, para comprovação de fatos é essencial para manter a qualidade e credibilidade de suas atividades.

Mercado de trabalho para jornalistas:

Nos últimos anos, o mercado de trabalho de jornalismo tem sido visto com certa desconfiança. Isso porque vários veículos tradicionais reduziram o quadro de funcionários. O motivo seria a ascensão da internet e mídias sociais. Por outro lado, essas abrem outras oportunidades de atuação em blogs e sites especializados. Então, atualmente é necessário que o profissional da área seja capaz de lidar com as características e estratégias do meio digital.

De acordo com o Catho, a média salarial do jornalista no Brasil é de, aproximadamente, R$2.040. Mas vale ressaltar que muitos comunicadores prestam serviços como freelancers ou consultores, o que pode trazer certa variabilidade desse valor.

Formação acadêmica:

Em 2009, o Supremo Tribunal Federal (STF) definiu que não é necessário ter diploma de Ensino Superior para exercer a função. No entanto, em anúncios de vagas de emprego, a formação acadêmica em Comunicação Social – Jornalismo é vista como necessária. Dificilmente uma empresa ou veículo contrata alguém que não a tenha, salvo em casos que o candidato tenha sólida experiência e referência na área.

Dessa forma, quem deseja ser jornalista deve sempre buscar atender a tais demandas, por meio de uma graduação e cursos específicos. Construir um bom portfólio ainda no início de carreira também é essencial para se garantir no segmento.

Por Camilla Silva

Outras Profissões:

Contador

Farmacêutico

Engenheiro de Produção

Analista de TI

Gerente de RH

Advogado

Arquiteto

Biomédico

Acupunturista

Almoxarife

Analista Comercial

Agente de Viagens

Aspirante da Aeronáutica

Assessor de Imprensa

Assistente Social

Aspirante a Oficial do Exército

Auxiliar ou Assistente Administrativo

Agrônomo

Auditor

Bibliotecário

Biólogo

Blogueiro

Bombeiro

Barista

Ator

Chefe de Cozinha

Comunicador Social

Corretor de Imóveis

Corretor de Seguros

Cumim

Cuidador de Idosos

Decorador

Designer

DJ

Economista

Editor de Imagens

Biotecnólogo

Editor de Texto

Educador Social

Enfermeiro

Escriturário

Guia de Turismo



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *