Técnico em Enfermagem – Atribuições do Cargo, Média Salarial




O Técnico em Enfermagem atua na área da saúde tendo diversas funções ao seu encargo.

O curso de técnico em enfermagem é uma opção bastante atrativa para quem tem ensino médio completo e sonha em trabalhar na área de saúde, que tem um mercado com muitas oportunidades de emprego.

Os cursos técnicos habilitam profissionais que são rapidamente inseridos no mercado de trabalho, com formação de curta duração. No caso da enfermagem, que visa dar assistência a pacientes, o estudante cursa aulas entre 1 ano e 8 meses e 2 anos. É importante saber que, para concluir e obter o certificado, o estágio é obrigatório e possui, em média, 600 horas.


Confira algumas disciplinas estudadas durante o curso técnico: Saúde Coletiva, Microbiologia e Parasitologia, Clínica Médica, Anatomia e Fisiologia Humana, Fundamentos de Enfermagem, Saúde do Idoso, Farmacologia, Enfermagem Cirúrgica, Enfermagem em Emergências, entre outras.

O técnico em enfermagem pode atuar tanto em Unidades de Terapia Intensiva (UTI), quanto nos centros cirúrgicos. Ele executa as ações planejadas pelo Enfermeiro. Além disso, dá assistência aos pacientes clínicos e cirúrgicos em estado grave, com cuidados de higiene pessoal, faz curativos, aplica vacinas, administra medicamentos, monitora dados vitais e mobiliza leitos.

O técnico ainda pode atender pacientes no pós-operatório, também em serviços de assistência em domicílio (home care) e, inclusive, auxiliar em trabalhos educativos sobre saúde nas escolas e nas comunidades.


Alguns dos requisitos exigidos do técnico é saber tratar as pessoas com atenção e cortesia, principalmente porque estão em situações sérias e delicadas.

Para trabalhar nessa área, o profissional deve ser registrado no Conselho Regional de Enfermagem (COREN) do estado em que pretende atuar.

No Brasil há cerca de 800 mil técnicos em enfermagem. Os programas do governo para atenção básica à saúde têm aumentado a oferta de emprego nesse ramo.

Não há definição de salário mínimo para essa categoria. O valor difere conforme acordos entre os estados, os empregadores e os sindicatos. A média salarial no Brasil é de R$1.900. Nos órgãos públicos a média é de R$ 2 mil. O setor administrativo paga, em geral, R$ 1.200. Já os sindicatos, associações e ONGs ofertam em torno de R$ 1.700. Os maiores salários são pagos por hospitais particulares. Nesses casos, a remuneração pode chegar a R$6.000.

Por Melisse V.

Outras Profissões:

Contador

Farmacêutico

Engenheiro de Produção

Analista de TI

Gerente de RH

Advogado

Arquiteto

Biomédico

Acupunturista

Almoxarife

Analista Comercial

Agente de Viagens

Aspirante da Aeronáutica

Assessor de Imprensa

Assistente Social

Aspirante a Oficial do Exército

Auxiliar ou Assistente Administrativo

Agrônomo

Auditor

Bibliotecário

Biólogo

Blogueiro

Bombeiro

Barista

Ator

Chefe de Cozinha

Comunicador Social

Corretor de Imóveis

Corretor de Seguros

Cumim

Cuidador de Idosos

Decorador

Designer

DJ

Economista

Editor de Imagens

Biotecnólogo

Editor de Texto

Educador Social

Enfermeiro

Escriturário

Guia de Turismo

Jornalista

Leiturista

Massoterapeuta

Músico

Office-Boy

Operador de Telemarketing

Paisagista

Pedagogo

Podólogo

Programador

Orçamentista

Projetista

Protético

Publicitário

Recepcionista

Redator

Secretária Executiva

Sociólogo

Socorrista

Técnico Bancário

Técnico em Edificações



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *