Dicas para Mulheres conciliarem a vida profissional e a vida doméstica





Saiba como conciliar da melhor maneira a vida profissional e a vida doméstica nos dias de hoje.

Cada vez mais mulheres têm conquistado o mercado de trabalho. Num mundo completamente machista, o mundo corporativo não é diferente, mas apesar desse triste fator, é preciso reconhecer o – lento, porém constante – crescimento atual do público feminino ocupando os mais diversos cargos.

Antigamente, era comum que tarefas como cuidar da casa e das crianças fossem atribuídas às mulheres. Hoje, com o movimento feminista e o mundo globalizado, é mais fácil abrir os olhos para desvencilhar essa ideia arcaica e fundamentalmente patriarcal: lugar de mulher é onde ela quiser, seja em casa ou na empresa, ou nos dois (ou em nenhum deles).

Existe um número exorbitante de mulheres que estão devidamente posicionadas em suas vidas, de forma a lidar com a vida familiar e com a carreira, sem deixar nada em baixa. É retrógrado quem pensa que essa forma de encarar o cotidiano é excedente da capacidade feminina, pois não é.

Preparamos uma lista destinada às mulheres que naturalmente precisam lidar com a rotina estressante que é balancear todos os âmbitos da vida com certa tranquilidade.

1 – Valorize-se





Não aceite nada menos do que você merece. Tanto em casa, quanto no trabalho, saiba o seu lugar e não se diminua.

2 – Prefira a sua saúde mental

Muitas situações tendem a querer que você se submeta, de forma a anular-se em prol de alguma coisa. Repense. Nada vale a sua saúde mental. Se está havendo algum conflito, em casa ou no trabalho, pense sobre ele, se colocando em primeiro lugar, pensando qual é a forma de lidar com aquilo que não vai te prejudicar. Esses ambientes tendem a cobrar muito uma figura feminina socialmente construída que está sempre disponível, que é cuidadora e submissa. Lembre-se que isso não precisa se aplicar. Você é quem é e isso é maravilhoso.

3 – Não se preocupe em atender padrões

Você não precisa nem é obrigada a atender as expectativas alheias. Muitas pessoas, especialmente homens, especialmente homens que estão em cargos abaixo do seu, tendem a duvidar com provocações do seu “ser mulher” por não atender à figura de fraqueza e delicadeza que a mente deles pressupõe. Não se intimida. Faça seu trabalho, como for sensato, sem esquecer-se de reconhecer sua família, independente de como ela seja composta.

Por Carolina B.



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *