Engenheiro de Produção – Salário, Atribuições do cargo, Mercado de Trabalho





O Engenheiro de Produção será responsável pelo gerenciamento de recursos humanos, financeiros e materiais com a finalidade de elevar a produtividade e a rentabilidade de uma empresa.

O engenheiro de produção está em alta no mercado de trabalho, haja vista o mesmo ser essencial em todo e qualquer empreendimento, não importando o setor ao qual ele pertence. Dentre as atribuições fundamentais do engenheiro de produção, podemos destacar que o mesmo será responsável pelo gerenciamento de recursos humanos, financeiros e materiais com a finalidade de elevar a produtividade e a rentabilidade de uma empresa.

Com isso, este profissional será capaz de assimilar os conhecimentos de engenharia com técnicas de administração e fundamentos de economia, fazendo dele um dos profissionais mais versáteis do mercado. Dessa forma, o engenheiro de produção é capaz de criar métodos e procedimentos que elevem a produtividade do trabalho, aprimoram a produção e coordenam as atividades logísticas, financeiras e comerciais de uma empresa.

A formação acadêmica do profissional de engenharia de produção é bastante interessante, haja vista o uso de conhecimentos de engenharia aplicados a áreas da economia e da administração. No início do curso, os estudantes terão contato com as disciplinas básicas das engenharias que irão fornecer uma base sólida para o aprofundamento em matemática financeira, por exemplo. Nas específicas o aluno irá encontrar cadeiras como, por exemplo, gestão de investimentos e organização do trabalho. Já nos anos finais, o graduando será apresentado as disciplinas de Sociais Aplicadas, com destaque para administração e economia, além de começar o estudo na área de especialização escolhida. O curso possui duração de 5 ano.

Com destaque para a Lei 4.950-A/66, os profissionais de engenharia possuem salário amparado por este lei que estabelece: 6 salários mínimos, para os profissionais com jornada de 6 horas diárias; 7,25 salários mínimos, para os profissionais com jornada de trabalho de 7 horas diárias; e 8,5 salários mínimos para aqueles que com jornada de trabalho de 8 horas diárias. Em média, o engenheiro de produção ganha acima de R$ 4.000,00 no início de carreira, sendo que os profissionais mais experientes do mercado ganham mais de R$ 40.000,00 por mês.

Devido à formação bastante ampla, o engenheiro de produção irá encontrar um mercado de trabalho bastante vasto. Algumas das áreas de atuação são: Engenharia do trabalho, Controle de qualidade, Desenvolvimento organizacional, Produção mecânica, Planejamento e controle, Produção química, Produção civil, Produção de materiais e Produção elétrica.





Por Bruno Henrique

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Engenheiro Civil.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Administrador.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Contador.

Clique aqui e saiba mais sobre a profissão de Farmacêutico.



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *